Portugal
"Podem pensar o que quiserem, a verdade é que foi uma questão de eficácia"
2020-07-04 23:50:00
Nélson Veríssimo completamente solidário com Bruno Lage

Nélson Veríssimo, que assumiu a liderança da equipa técnica do Benfica após a saída de Bruno Lage, rejeitou qualquer mérito pessoal no regresso das águias às vitórias, afirmando que só por falta de "eficácia" é que estas não surgiram com... Bruno Lage.

"Os jogadores estiveram sempre com o Bruno, a estrutura também. As pessoas podem pensar o que quiserem, a verdade é que foi uma questão de eficácia", afirmou Nélson Veríssimo, na conferência de Imprensa após a partida com o Boavista.

"Com o Tondela criámos imensas oportundidades e não fizemos golo, com o Marítimo também não. Infelizmente, é a questão da bola entrar ou não. Tivemos o ciclo da equipa criar oportunidades e o golo não acontecia. A única diferença foi essa, a eficácia", insistiu.

E foi assim que o Benfica derrotou o Boavista esta noite, graças à "eficácia" concretizada num golo bem cedo, e voltou aos triunfos na Luz, o que não acontecia há quatro jogos.

"Se olharmos para os jogos anteriores também criámos situações e podíamos ter feito golo, acabou por não acontecer. Hoje aconteceu aos 13 minutos, até numa altura em que o jogo estava muito dividido", apontou.

"Esta vitória é inteiramente dos jogadores e obviamente também do Bruno Lage", continuou Nélson Veríssimo.

O técnico assumiu a função de forma interina e é assim que continua a pensar, apesar de questionado sobre a vontade de se manter como treinador principal do Benfica.

"Agora pediram-me para preparar o treino de amanhã à tarde, às 18h00. Vou ser muito sincero, quando me colocaram esta questão de ter que orientar a equipa com o Boavista o meu foco esteve aí. Agora está no treino de amanhã. Não sei de nada que não possa dizer, a realidade é essa. Depois logo se verá. Não queria pensar muito nisso", reagiu.

"Percebo as vossas questões, acho que não devo nem posso alongar-me quanto ao futuro mais próximo. A proposta que me foi feita foi preparar o jogo com o Boavista. Mais à frente, logo se verá. A minha vontade era orientar o jogo com o Boavista", concluiu Nélson Veríssimo.