Portugal
Pinto Lisboa quer Vitória de Guimarães entre as quatro melhores equipas do país
2019-06-28 23:30:00
Candidato à presidência do clube apresenta plano para os próximos três anos

O candidato à presidência do Vitória de Guimarães pela lista B, Miguel Pinto Lisboa, afirmou o desejo de ver a equipa de futebol do clube entre as quatro melhores de Portugal dentro de três anos.

O líder do movimento ‘Todos Vitória’ apresentou hoje a sua candidatura às eleições de 20 de julho e realçou que o seu projeto se baseia na "sustentabilidade económico-financeira" e na criação de uma estrutura desportiva que permita elevar o clube ao patamar que tem sido ocupado pelos denominados ‘três grandes’ e, mais recentemente, também pelo vizinho e rival Sporting de Braga.

“Não podemos continuar a ter épocas ioiô. Temos de mexer na nossa estrutura e criar as bases para que o Vitória possa novamente estar nos quatro primeiros classificados do futebol nacional. Nunca deixamos de ser o quarto clube nacional, mas não temos tido constância no futebol profissional", afirmou aos jornalistas, depois da apresentação.

O ‘rosto’ da lista B admitiu que o clube não tem condições para conseguir, à partida, melhor do que um quinto lugar na I Liga, classificação obtida em 2018/19, e realçou que um investimento abrupto de 10 ou 20 milhões de euros no futebol iria criar um "buraco financeiro", sem benefícios, a longo prazo, na estrutura desportiva.

Miguel Pinto Lisboa disse ainda estar disponível para colaborar com Mário Ferreira, detentor da maioria das ações da SAD (57%), mas só se o empresário radicado na África do Sul concordar com o modelo que pretende implementar.

O candidato defendeu a manutenção do poder de veto do clube nas decisões tomadas pelo conselho de administração da SAD e ainda a aquisição da totalidade do capital social (4,5 milhões de euros), caso não haja acordo com Mário Ferreira, quanto ao investimento no futebol.

"Temos soluções financeiras que permitirão ao Vitória readquirir a totalidade da posição da SAD, para depois os nossos associados decidirem em Assembleia Geral o que pretendem fazer. Pretendemos que o Vitória seja dono do seu destino, em todas as situações", explicou.

Além de prometer uma "gestão profissional" que prevê melhorias na academia do clube e também na observação de jogadores para o futebol, Pinto Lisboa disse ainda contar com o treinador Ivo Vieira, caso seja eleito, até porque o a temporada começa oficialmente em 25 de julho, com a segunda pré-eliminatória da Liga Europa, frente ao Jeunesse Esch (Luxemburgo) ou o Tobol Kostanay (Cazaquistão).

Questionado sobre a concorrência - António Miguel Cardoso, da lista A, e Daniel Rodrigues, da lista C -, o candidato disse prever uma "luta renhida pela eleição" e respeitar os seus adversários, já que também lideram "listas de vitorianos".

A lista de Miguel Pinto Lisboa inclui os nomes de Gabriel Pontes, Pedro Vinagreiro, Fernando Marques e Pedro Guerreiro para a vice-presidência da direção, de José Antunes para a presidência da Mesa da Assembleia Geral, de Ricardo Prego Faria para o Conselho Fiscal e de Miguel Matos Guimarães para o Conselho de Jurisdição.

O Vitória de Guimarães vai ter eleições em 20 de julho, após a direção liderada por Júlio Mendes, à frente do clube desde 2012, ter anunciado a demissão no passado dia 27 de maio.