Portugal
Pinto da Costa lista "estratagemas" para "tentar travar o FC Porto"
2019-11-06 17:10:00
Presidente portista fala, entre outros fatores, de antijogo, relvados alagados "onde não chove" e calendários "manhosos"

Pinto da Costa fez um novo apelo à união, num momento em que cresce a contestação ao treinador, e elencou uma série de "estratagemas" que visam "tentar travar o FC Porto".

No editorial da revista Dragões, o dirigente portista salientou, por exemplo, o antijogo, já referido por Sérgio Conceição (após o jogo com o Marítimo) e Francisco J. Marques (ontem, na antevisão do dérbi com o Boavista).

"Têm sido agitadas estas últimas semanas em que tudo se faz para tentar travar o FC Porto", começou por enquadrar o presidente.

"Ora são adversários que à falta de outros recursos abusam do antijogo para travar a nossa equipa, ora são relvados alagados em locais onde não chove, ainda para mais estragados pela realização de jogos das seleções nas vésperas de nos receberem, ora são calendários manhosos em que uns têm sempre a sorte de enfrentar equipas desgastadas e outros têm o azar de defrontar equipas frescas", apontou Pinto da Costa.

O dirigente recordou que "nada disto é novo" num país em que, durante o tempo da ditadura, tudo permitia para que os troféus "fugissem o mínimo do perímetro da capital".

"E é verdade, também, que estes estratagemas só são usados contra nós porque o FC Porto nem sempre é respeitado, mas é muito temido", reforçou.

Críticas que Pinto da Costa usa como um apelo à união dos portistas.

"E é temido porque, acima de tudo, pela força da nossa equipa, recheada de talentos e de reforços que já provaram serem mais-valias, e pela competência do nosso treinador, que é verdadeiramente um treinador à Porto e já conseguiu ganhar contra tudo e contra todos. Perante todos estes obstáculos, só podemos contar connosco próprios", justificou.

"Se até um secretário de Estado publicamente denunciado pelo favorecimento de um clube é reconduzido e continua a tutelar a área do desporto, o que poderemos esperar de quem tem o poder para tentar mudar as coisas? É por isso que só podemos mesmo contar connosco, portistas. E se estivermos unidos, podemos conquistar tudo aquilo com que sonhamos", concluiu Pinto da Costa.