Portugal
Pepe vai beneficiar de corte de 50 por cento no IRS
Redação Bancada
2019-01-09 17:55:00
Governo criou bónus fiscal para estimular o regresso de antigos residentes a Portugal

O defesa Pepe, que até 2007 residia em Portugal, vai poder concorrer a um corte de 50 por cento no IRS durante os próximos cinco anos, ao abrigo do Programa Regressar.

Esta medida, definida pelo Orçamento do Estado para 2019, atribui uma redução para metade no IRS a quem residia em Portugal até 2015 e, após ter emigrado, regresse durante este ano.

O Programa Regressar é válido também para os antigos residentes que tenham saído até 2016, embora neste caso tenham de regressar em 2020.

Pepe, o segundo reforço do FC Porto nesta janela de transferências de inverno, viveu em Portugal entre 2022 (quando chegou, do Brasil, para a equipa B do Marítimo) e 2007 (quando deixou o Dragão para ingressar no Real Madrid).

Como antigo residente em Portugal, Pepe – que durante esse período adquiriu a nacionalidade portuguesa – está elegível para beneficiar do desconto fiscal do Programa Regressar.

A medida tem a duração de cinco anos, sendo que o defesa assinou com o FC Porto um contrato válido até 2021.

Sê o primeiro a comentar:
Tags: