Portugal
Pedro Proença: "Há preocupação e apreensão no que diz respeito a Portugal"
Redação Bancada
2018-12-05 21:20:00
Pedro Proença comentou a criação e uma nova competição europeia.

Pedro Proença, Presidente da Liga, abordou a criação de uma terceira competição europeia de clubes e não escondeu a possibilidade de desvantagens para Portugal. Afinal, em função da atual posição ocupada por Portugal no Ranking UEFA, só a qualificação para a Liga dos Campeões não mudaria, deixando de haver vaga direta na fase de grupos da LE1, atualmente destinada ao vencedor da Taça de Portugal, ou ao terceiro classificado, que teria de disputar um play-off. O quarto e quinto classificados (dependendo do vencedor da taça) da Liga Portuguesa seriam relegados para a LE2, onde disputariam, respetivamente, a terceira e a segunda pré-eliminatória e ainda o play-off de acesso à fase de grupos.

"Neste momento a prova não está completamente fechada, há preocupação e apreensão no que diz respeito a Portugal. Os países que estão entre o sétimo e o 12.º lugar serão países prejudicados com este novo formato. Se é verdade que há uma nova competição, o nosso ranking faz com que percamos algum espaço. A Liga Portugal vê com alguma apreensão. Como sabemos que ainda não está fechado o modelo de distribuição de verbas das competições da UEFA , temos a expectativa que o modelo não venha a desfavorecer aquilo que é a realidade das verbas diretas e de quem usufrui do fundo de solidariedade da UEFA. Alguma preocupação também com estes novos calendários da UEFA e FIFA. Temos de proteger as ligas nacionais", vincou.

"A perda de lugares nessas competições tem implicações nos clubes portugueses. Com o aparecimento de mais competição há necessidade de mais espaço no calendário, que pode colidir com o calendário das ligas. Dentro da European Leagues faremos o nosso trabalho em defesa do futebol em Portugal", acrescentou ainda Pedro Proença.

Sê o primeiro a comentar: