Portugal
“Ouço pessoas a dizer que podemos jogar de três em três dias. Isso é tudo falso”
2020-03-30 21:55:00
Vítor Oliveira analisa o futuro imediato das competições em Portugal

O treinador do Gil Vicente, Vítor Oliveira, falou sobre o futuro imediato da I Liga e garante que é “impossível” jogar de três em três dias, ideia já defendida pelo presidente da Liga Portugal, Pedro Proença.

“Todos os agentes gostaríamos que tudo isto acabasse dentro das quatro linhas. Eu ouço muitas pessoas do mundo do futebol dizer que podemos jogar de três em três dias, que podemos rapidamente resolver a situação… Isso é tudo falso, não podemos. Não estamos habituados a isso”, afirmou Vítor Oliveira em entrevista à Sport TV.

O técnico defende que, caso o Estado de Emergência se mantenha, é muito difícil concluir o campeonato, pelo pouco de tempo de competição que resta até dia 30 de junho, altura em que todas as ligas têm de terminar.

“Até meados de maio, no melhor das hipóteses, não podemos fazer nada. Precisamos de, no mínimo dos mínimos, sete semanas para que se resolva isto, o que é muito difícil”, comentou.

O experiente treinador refere também que a UEFA não tem poder para decidir quem será o campeão de cada país.

“A UEFA não pode decidir isso por uma razão muito simples. A UEFA marcou a final da Liga dos Campeões para depois da decisão dos campeonatos. Se não houver campeonatos, não há Liga dos Campeões e estamos a falar de muitos milhões”, indicou.

Numa altura em que se questiona se as competições irão terminar ou se os jogadores terão o seu salário reduzido, Vítor Oliveira, que já confirmou que quer que a I Liga termine da forma como está, deixa uma mensagem.

“Penso que estamos demasiado preocupados se vai haver campeonato até ao fim, se os jogadores vão reduzir os seus salários… O futebol não vai acabar…”, rematou.