Portugal
Os 'oitavos' da Taça de Portugal mais abrangentes desde 2008/09
Luís Santos Castelo
2017-11-20 10:20:00
Dez associações regionais estão representadas nesta fase da segunda competição mais importante do futebol nacional

Terminou mais uma ronda da Taça de Portugal e o conjunto dos resultados finais dos jogos realizados ditou que esta edição do troféu igualasse um registo apenas conseguido há quase dez anos. Isto porque desde 2008/09 que não existiam tantos distritos com equipas nos oitavos de final da Taça, uma prova onde os clubes da AF Porto são os que chegam em maior número a esta fase.

Sabidos os conjuntos qualificados para esta fase da 'prova rainha' do futebol português, chega-se à conclusão que são dez as Associações de Futebol (AF) representadas entre as 16 equipas. As AF de Braga e Porto dominam, com três clubes cada uma, seguindo-se Lisboa e Madeira, ambas com dois. De resto, seis AF contaram com um representante e completaram o lote.

Oitavos de final da Taça de Portugal - 2017/18

AF Braga (3): Moreirense, Vilaverdense, Vitória de Guimarães.
AF Porto (3): FC Porto, Rio Ave, Aves.
AF Lisboa (2): Sporting, Benfica.
AF Madeira (2): Marítimo, CF União.
AF Setúbal (1): CD Cova da Piedade
AF Leiria (1): SC Caldas.
AF Coimbra (1): Académica.
AF Algarve (1): Farense.
AF Ponta Delgada (1): CD Santa Clara.
AF Angra do Heroísmo (1): Praiense.

A última vez que isso havia acontecido fora há nove anos, em 2008/09. A maior diferença em relação à edição atual é a ausência do Sporting, que foi eliminado na ronda anterior pelo FC Porto. Os dragões foram a Alvalade e bateram o rival através do desempate por pontapés de penálti, impedindo desse modo que os três grandes chegassem aos oitavos de final. A AF Porto voltou a estar no topo das associações mais representadas, com quatro equipas, seguida de Lisboa (três) e Braga (duas).

Oitavos de final da Taça de Portugal - 2008/09

AF Porto (4): FC Porto, Leixões SC, Trofense, FC Paços de Ferreira.
AF Lisboa (3): Estrela da Amadora, Olivais e Moscavide, Benfica.
AF Braga (2): FC Vizela, Vitória de Guimarães.
AF Viana do Castelo (1): AC Valdevez.
AF Viseu (1): CD Cinfães.
AF Ponta Delgada (1): CD Santa Clara.
AF Madeira (1): Nacional.
AF Algarve (1): Portimonense.
AF Coimbra (1): Naval.
AF Setúbal (1): Vitória de Setúbal.

Ter dez AF diferentes após a quarta eliminatória da Taça de Portugal é coisa rara. Desde 2008/09, tal conjugação nunca voltou a acontecer até 2017/18, tendo chegado até a ser metade (cinco) em 2014/15. Nessa edição do troféu, a AF Braga era a associação com mais equipas nos 'oitavos': cinco. SC Braga, FC Vizela, Santa Maria FC, FC Famalicão e Gil Vicente representaram os minhotos, com os 'guerreiros' a atingirem a final no Jamor, ainda que o sucesso, aí, tenha sorrido ao Sporting.

A AF Braga é mesmo uma das associações regionais do futebol português com maior representação nas fases mais avançadas da Taça de Portugal. À frente dos bracarenses, apenas as AF de Porto e Lisboa, respetivamente. As equipas do distrito do Porto são as que mais costumam estar entre os que chegam aos oitavos de final e ocuparam 41 das 160 vagas disponíveis entre 2008/09 e 2017/18. Lisboa viu os seus clubes fazerem o mesmo por 35 ocasiões contra as 24 de Braga.

As AF da Madeira, Coimbra, Setúbal e Aveiro também estão regularmente representadas entre as 16 equipas que mais longe chegam na Taça de Portugal e as restantes 18 equipas foram distribuídas por algumas das restantes associações.

Longe destas andanças têm estado associações como a AF Beja, a AF Guarda ou a AF Horta, que não têm visto, nas últimas décadas, os seus clubes entre os 16 que mais se adiantam na Taça. As restantes, com maior ou menor cadência, viram pelo menos um dos seus clubes atingir esta fase da competição, como aconteceu com o Campomaiorense em 1998/99, ano em que até chegou à final da Taça de Portugal mas o sabor da derrota foi sentido no Estádio Nacional, ante o Beira-Mar.

Sê o primeiro a comentar: