Portugal
"O FC Porto é de topo mundial", diz Conceição
2019-02-11 17:15:00
Treinador portista no lançamento do jogo em Roma para a Liga dos Campeões

Sérgio Conceição mostrou-se focado no jogo contra a Roma e não quis falar sobre a introdução do videoárbitro nem da Liga portuguesa. O treinador dos dragões disse aos jornalistas que lhe estavam a tentar "passar uma rasteira" e reiterou que "não" fala de arbitragens.

Sem pensar no passado portista mais recente nem no seu passado como jogador, Conceição mostrou-se preocupado com o jogo de amanhã.

"Independentemente do que foi o passado, daquilo que fui como jogador, o importante é o que vamos estar amanhã numa prova fantástica, onde o FC Porto está habituado a estar. Para nós isso é que é importante. O importante é o foco amanhã em dar uma resposta positiva."

Sobre as ausências de Corona e Marega, o técnico azul e branco salientou "não há amarradas nenhumas".

"Sou pago para encontrar soluções. Os problemas e as lesões fazem parte da época desportiva. Procuro encontrar soluções e nunca me ouviram dizer que este ou aquele resultado foram por causa dos problemas", referiu.

Quando questionado sobre o resultado 'gordo' do Benfica na Liga portuguesa, Conceição alinhou pela mesma ideia. "O nosso jogo é amanhã com a Roma. Isso é que é importante", disse, confessando depois que a "experiência [do FC Porto na prova] é importante mas, por si só, não vale nada".

"É preciso coragem, determinação, andamento, pernas... Preparamos diariamente a equipa para que esteja pronta não só na Liga dos Campeões, mas nas provas internas", frisou, esperando que os azuis e brancos façam golos.

"O nosso objetivo é passar aos quartos de final. Seria importante fazer golos aqui amanhã", salientou o técnico, que assumiu não ter um sentimento especial por estar em Roma e defrontar a equipa rival da Lázio, onde jogou.

"Não há sentimento especial por defrontar a Roma, por ter jogado na Lazio. Há um sentimento especial por ter ao peito o símbolo do FC Porto. Todos os dias sinto um grande orgulho por representar um clube tão grande como o nosso."

O treinador azul e branco respondeu também à mensagem dos jogadores da Roma que deixaram elogios aos portistas mas salientaram que "não é de top, top europeu".

"O Pellegrini disse que o FC Porto é uma excelente equipa, mas não de top europeu. De facto não é. É de top mundial", disse, revelando que "são 180 minutos" onde os seus jogadores têm de "ser inteligentes". "Temos de ser fortes, consistentes como equipa. Temos de estar à altura desta exigência", explicou o treinador portista que foi uma vez mais questionado sobre o castigo a Corona e deu a sua opinião.

"É-me difícil entender que se consiga avaliar as intenções dos jogadores", finalizou a conferência de imprensa.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa