Portugal
O Benfica é campeão nacional
2019-05-18 20:55:00
Águias conquistam 37.º título

O Benfica conquistou hoje o 37.º título de campeão português de futebol ao receber e golear o Santa Clara, por 4-1, em jogo da 34.ª e última jornada da I Liga.

O ‘bis' de Seferovic, aos 16 e 56 minutos, os golos de João Félix, aos 23, e Rafa, aos 39, fizeram o Benfica somar 103 golos esta temporada, igualando o registo de 1963/64, na altura num campeonato disputado em 26 jornadas. César Martins fez o golo de honra para o Santa Clara, aos 59.

Ao Benfica bastava o empate para garantir o primeiro lugar do escalão maior do futebol nacional e, para isso, contribuiu fortemente o desempenho de Bruno Lage, treinador que desde assumiu o comando técnico dos ‘encarnados' nunca perdeu na I Liga, somando um empate de 18 triunfos. Ou seja, somou 55 dos 87 pontos conquistados esta temporada.

Frente aos insultares, o Benfica não apresentou novidades no ‘onze’ inicial, sinal claro de que Bruno Lage não estava disposto a inventar no derradeiro jogo.

O ascendente dos ‘encarnados' tornou-se evidente logo nos minutos iniciais. Embora a posse de bola tenha sido dividida, a verdade é que o Santa Clara mostrou fortes dificuldades sair a jogar na fase de transição, o que se traduziu em poucas ocasiões de golo.

A partir do momento que o marcador começou a funcionar, aos 16 minutos, com o golo de Seferovic, após um passe de Samaris para as costas da linha defensiva do Santa Clara, onde apareceu o internacional suíço para fazer o 100.º golo do Benfica na temporada [22.º na conta pessoal], os açorianos deixaram de acreditar numa eventual conquista de pontos.

Ainda assim, os comandados de João Henriques estiveram perto de igualar o encontro, aos 21 minutos, mas Fábio Cardoso, na sequência de um pontapé de canto, não teve a frieza necessária para bater Vlachodimos.

Na jogada seguinte, aos 23 minutos, João Félix deixou os mais de 60 mil espetadores presentes no Estádio da Luz ao rubro, depois de sentar César Martins, na área do Santa Clara, e fuzilar o guarda-redes Marco Pereira.

Antes do intervalo, aos 39, Pizzi recebeu a bola na direita cruzou em meia altura, Seferovic falhou o cabeceamento na zona do primeiro poste, César Martins cortou, mas Rafa apareceu para fazer o 3-0.

O Santa Clara apareceu ligeiramente melhor na segunda parte, e, aos 52 minutos, Ukra, que aproveitou um desacerto de Ferro, rematou, de trivela, ligeiramente ao lado da baliza do Benfica.

Severovic bisou, aos 56, e garantiu o título de melhor marcador da temporada (23 golos) na sequência de um cruzamento de Grimaldo, e, três minutos depois, César Martins, que não festejou o golo por já ter representado o Benfica (2014/15), reduziu ao receber a bola depois de um cabeceamento de Fábio Cardoso à trave da baliza.

O Santa Clara ‘cresceu’ e procurou chegar ao segundo golo, motivo pelo qual o treinador dos ‘encarnados' mexeu na equipa, colocando Jonas em campo, para o lugar de João Félix, e depois chamou Taarabt em substituição de Samaris.

O brasileiro dispôs de duas ocasiões, aos 74 e 78 minutos, mas viu no guarda-redes dos forasteiros negar-lhe o golo.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa