Portugal
O 'bem comportado' Rio Ave e o 'indisciplinado' Boavista
2020-01-20 09:40:00
Clube de Vila do Conde é o que tem menos cartões recebidos no final da primeira volta

O Rio Ave foi estatisticamente a equipa que melhor se comportou na primeira volta da I Liga portuguesa de futebol, ao totalizar apenas 35 cartões, em contraste com os 60 do ‘indisciplinado’ Boavista.

A formação comandada por Carlos Carvalhal ficou-se pelos 32 amarelos, mais três vermelhos diretos, batendo tangencialmente o Benfica e o Portimonense, que somaram 35 admoestações, ambos com apenas uma expulsão.

No que respeita às equipas mais penalizadas pelas arbitragens, os ‘axadrezados’, que começaram com Lito Vidigal e acabaram com Daniel Ramos, encerraram a 17.ª ronda com 57 amarelos e três vermelhos, todos diretos.

O conjunto do Bessa foi secundado por Paços de Ferreira e Vitória de Setúbal, ambos com 53 cartões, contra 52 do Marítimo, 51 de Sporting e Sporting de Braga e 50 de Belenenses SAD.

Em matéria de vermelhos, o Paços de Ferreira soma quatro por acumulação e o Famalicão outros tantos diretos, enquanto o Santa Clara foi a única equipa que não teve qualquer expulsão, ficando-se pelos 40 amarelos.

Individualmente, Diaby, do Paços de Ferreira, e Ricardo Esgaio, do Sporting de Braga, foram os futebolistas que somaram mais cartões, num total de oito, todos amarelos.

Por seu lado, Edgar Costa e Rúben Ferreira (Marítimo), Filipe Augusto (Rio Ave), Gustavo Assunção (Famalicão), Obiora (Boavista) e Semedo (Vitória de Setúbal) somaram todos sete cartões.

O jogador sadino somou cinco amarelos e foi o único expulso duas vezes na primeira volta, em ambas por acumulação de amarelos.

No total, foram mostrados 827 cartões, dos quais 785 amarelos e 42 vermelhos, 21 por acumulação e outros tantos diretos.