Portugal
José Fernando Rio considera “estranho” a realização das eleições em dois dias
2020-05-12 18:40:00
“O ato eleitoral é um um ato de liberdade e tem que decorrer em normalidade”

José Fernando Rio, candidato à presidência do FC Porto, discorda da data das eleições, marcadas para dia 6 e 7 de junho.

Em declarações à TSF, o candidato da lista C estranha que o ato eleitoral possa decorrer em dois dias e pede explicações a Matos Fernandes, presidente da Mesa da Assembleia Geral do FC Porto.

“Ele que comunique aos ministérios as condições em que pretende realizar nas eleições e, se não o quiser fazer, que peça o parecer à polícia e à Direção-Geral de Saúde. O ato eleitoral é um ato de liberdade e tem que decorrer em normalidade”, afirmou José Fernando Rio, que já tinha criticado uma "certa pressa para realizar o sufrágio".

Ao mesmo tempo, o candidato mostra dúvidas se as condições de segurança podem ser garantidas para os sócios do clube portista.

“É preciso que a segurança se pronuncie sobre se há condições para que as eleições do FC Porto se possam realizar”, salientou.

Para além de José Fernando Rio, Jorge Nuno Pinto da Costa (Lista A) e Nuno Lobo (Lista B) participam no ato eleitoral do FC Porto.

As eleições do FC Porto estavam inicialmente previstas para 18 de abril, mas acabaram por ser adiadas devido à pandemia de covid-19.