Portugal
"Não há tempo para respirar e pensar que a manutenção está certa", alerta Inácio
2019-03-31 21:05:00
Aves venceu em Vila do Conde

Augusto Inácio, técnico do Desportivo das Aves, salientou a importância de marcar primeiro para levar de vencido o Rio Ave, num jogo, defende, com uma carga psicológica muito grande. Em conferência de imprensa, o técnico português destacou a justiça do triunfo mas alertou que a manutenção ainda não está garantida. 

"Quem está cá em baixo com diferença de um ou dois pontos sobre a ‘linha de água’ tem uma carga psicológica muito grande. Era preciso ter personalidade para encarar este jogo contra um adversário difícil, como nós tivemos. Na primeira parte não cumprimos com aquilo que devíamos ter feito, principalmente em termos de transições. Treinámos muito durante a semana as bolas nas diagonais e fiquei irritado porque fizemos no treino aquilo que não fizemos no jogo", começou por analisar. 

"Num jogo destes quem marcasse primeiro teria uma vantagem grande. Foi o que nos aconteceu e obrigámos o adversário a alterar o seu jogo. O Rio Ave teve mais posse de bola, mas isso era estratégia nossa para depois aplicarmos o contra-ataque. Num jogo destes quem marcasse primeiro teria uma vantagem grande. Foi o que nos aconteceu e obrigámos o adversário a alterar o seu jogo. O Rio Ave teve mais posse de bola, mas isso era estratégia nossa para depois aplicarmos o contra-ataque", prosseguiu.

"Estes mesmos adeptos que nos aplaudiram no final do jogo foram os mesmos que nos aplaudiram quando perdemos com o Chaves. Acho que está aqui uma boa comunhão entre todos. Esta vitória deve-se aos jogadores, mas também teve muito contributo dos adeptos do Desportivo das Aves, que acreditam muito em nós. São mais três pontos importantíssimos para a nossa caminhada, mas nada está decidido. Faltam sete jornadas e temos de olhar para o jogo que vem a seguir. Não há tempo para respirar e pensar que as coisas [a manutenção] estão certas", rematou. 

Sê o primeiro a comentar: