Portugal
"Não fizemos um jogo perfeito, mas foi um jogo bem conseguido", diz Luís Castro
2019-03-16 21:45:00
Técnico analisou a vitória sobre o Boavista

Luís Castro, treinador do Vitória de Guimarães, mostrou-se naturalmente satisfeito pela vitória conseguida frente ao Boavista, por 3-1, em jogo da 26.ª jornada da Liga. Em conferência de imprensa, o técnico vitoriano sublinhou que a equipa conseguiu sempre bloquear o adversário e que, apesar de ter não ter sido perfeito, foi um jogo bem conseguido. 

"A produção ofensiva só é bem conseguida se houver uma boa construção por detrás. [O Vitória] foi sempre uma equipa muito estável. Sabemos que, com a preocupação de construir, atrás há sempre uma ou duas falhas aqui e ali. O último terço teve grande volume de jogo e situações de golo. Conseguimos sempre bloquear a equipa do Boavista nos seus fatores mais fortes: uma equipa que procura muito os corredores laterais para cruzamentos. Bloqueámos os corredores laterais, os cruzamentos não saíram e diminuímos as jogadas de possível perigo. Senti uma equipa muito comprometida com o momento defensivo e com o momento ofensivo. Muitas vezes, o estado emocional dos jogadores não permite que eles estejam eficazes. Tenho pena que as coisas não tenham acontecido em mais jogos, mas estamos sempre à procura da perfeição. Não fizemos um jogo perfeito, mas foi um jogo bem conseguido", analisou. 

"Poderíamos chegar ao intervalo a ganhar por mais golos. Mas o futebol é o que é e sabíamos que, a qualquer momento, poderíamos sofrer um golo, como aconteceu. Mas aí a equipa mostrou que estava em dia ‘sim'. Confesso que me senti melhor com o 2-1 do que com o 1-0. Os minutos entre o 1-0 e o 2-1 foram muito importantes, até pelo efeito que teve no estádio. Houve alguma desilusão quando sofremos o empate, mas com o 2-1 a equipa voltou a um estado de graça no estádio. (...) Se fizermos o nosso trabalho, estamos mais perto dos nossos objetivos [apuramento para a Liga Europa]. Estou à espera que, na próxima jornada, façamos um jogo tão bom como este [e não de terminar esta jornada no quinto lugar]", rematou. 

Sê o primeiro a comentar: