Portugal
"Mário Centeno queria acelerar as coisas no Parlamento para ir ver o Benfica"
2020-06-03 00:15:00
Pinto da Costa defende escolha de Rui Moreira

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, rejeitou as acusações de misturar o futebol com a política devido à inclusão de Rui Moreira na lista de recandidatura.

"Para mim, um presidente de Câmara não é um político. Rui Moreira não é de nenhum partido, é um autarca", explicou o líder da lista A às eleições do FC Porto, no Porto Canal.

Pinto da Costa comparou então Rui Moreiro a Mário Centeno, lembrando uma afirmação do ministro das Finanças durante uma sessão parlamentar relacionada com o Orçamento de Estado.

"Não tenho nada contra os políticos, apenas contra aqueles que se assumem nos seus cargos como adeptos de um clube. É inconcebivel ver o Mário Centeno, quando está a tratar de um assunto importantíssimo no Parlamento, a dizer q é preciso acelerar as coisas porque quer ir ‘ver o meu Benfica’. Não estou a ver o doutor Rui Moreira a fazer isso", frisou o líder dos dragões.

Mais à frente na entrevista, Pinto da Costa abriu a porta à possibilidade de ser sucedido à frente do FC Porto por Rui Moreira.

"Rui Moreira e André Villas-Boas sempre disseram que, se eu me candidatasse, subscreviam a minha candidatura, como o António Oliveira. Julgo que este será o último mandato. Não garanto, porque nunca sabemos. Mal do FC Porto se nenhum dos candidatos que tem capacidade para o ser não se assumir. Rui Moreira, Villas-Boas, Oliveira, embora este tenha dito que nunca será. Ficaria super descansado e feliz porque poderia ver, sem responsabilidade, o FC Porto na senda do triunfo", finalizou o presidente portista.