Portugal
Marc dos Santos, o luso-canadiano campeão nos States que gosta de desafios novos
Gomes Ferreira
2017-11-14 15:35:00
Os San Francisco Deltas sagraram-se campeões da NASL depois de vencerem o New York Cosmos por 2-0

Há um treinador luso-canadiano campeão nos Estados Unidos. Marc dos Santos, 40 anos, conduziu esta segunda-feira os San Francisco Deltas ao título de campeão da NASL (North American Soccer League), uma espécie de Segunda Divisão, tal como a USL (United Soccer League). Em jogo realizado no Estádio Kezar, em San Francisco, a equipa deste filho de pais portugueses que nasceu no Canadá mas viveu em Portugal dos 9 aos 22 anos, venceu o New Work Cosmos por 2-0, com dois jogadores no onze que já passaram pelo futebol português: o guarda-redes Peiser, 38 anos, que jogou na Naval e Académica, e o defesa central Reiner, 31 anos, que também passou pelo clube de Coimbra.

Mas, afinal, quem é este treinador que nasceu no Canadá mas foi em Aveiro onde viveu a infância e adolescência que desenvolveu o gosto pelo futebol. Chegou a jogar em equipas amadoras mas o ‘bichinho’ de vir a ser treinador já estava a crescer nele. Aos vinte anos, decidiu o que queria fazer.  Estagiou no Bessa com Jaime Pacheco, no FC Porto com Jesualdo Ferreira e José Guilherme antes de tirar o curso de treinador da UEFA. Mais tarde, em 2010, viria a estagiar com Carlo Ancelotti no Chelsea. Com 27 anos voltou para o Canadá e a aventura iniciou-se.

Começou nos escalões de formação do Trois-Rivières Attak, em 2007 e dois anos depois veio a primeira experiência a sério. Tornou-se adjunto de John Limniatis, técnico canadense de origem grega, no Impact Montréal, e o título conquistado essa época na USL valeu-lhe que na época seguinte assumisse o comando técnico da equipa principal. Saiu em 2011 e no ano seguinte iniciou uma nova fase da sua carreira. No Brasil, aceitou o desafio nos escalões de formação do Palmeiras (sub-15) e coincidiu na altura em que Luiz Felipe Scolari era o técnico da equipa principal. Conquistou  o título de campeão nacional de iniciados. Em 2013, enveredou por novo desafio para ser o responsável pela equipa sub-20 do Desportivo Brasil ao que se seguiu nesse mesmo ano o regresso ao Canadá para orientar a equipa profissional do Ottawa Fury onde esteve até 2015. Nesses dois anos, levou a equipa à final da NASL onde perdeu na final frente ao New York Cosmos no jogo que ficou marcado pela despedida dos relvados do avançado Raúl, antiga estrela do Real Madrid.

Não faltou que recebesse um convite da MLS, a principal competição nos Estados Unidos, para treinar. Assumiu o comando do Swope Rangers, tendo como adjunto Nikola Popovic que chegou a fazer parte da equipa técnica de Hélder Cristóvão no Benfica B. E conseguiu levar a equipa à final da USL onde perdeu para o NY Red Bulls. Mas tornou-se no primeiro treinador a conseguir levar duas equipas a duas finais de competições diferentes em dois anos consecutivos. À terceira foi de vez para um técnico que não gosta de estar muito tempo no mesmo sítio. O gosto pelo desafio permanente é o que o motiva.

A NASL foi fundada em 2009 e teve a primeira edição em 2011, juntando oito equipas dos Estados Unidos, Canadá e Porto Rico. Apesar de partilharem o nome,  a atual North American Soccer League não tem nada  a ver com a famosa liga que teve lugar de 1968 a 1984 e que levou nomes tão sonantes como Pelé, Eusébio, Franz Beckenbauer ou Cruyff  a rumarem ao continente norte-americano. Nos últimos anos, a NASL vive uma grave crise financeira com os clubes a passarem por momentos de grande dificuldade de sustentação e já por mais de uma vez a extinção da competição foi colocada em cima da mesa.

Sê o primeiro a comentar: