Portugal
“Mais ano, menos ano, o SC Braga será campeão nacional”, assegura Quim
2020-05-14 11:45:00
Ex-guarda-redes acredita que o clube pode chegar a outros patamares

Quim, uma das figuras mais marcantes da história do SC Braga, concedeu uma entrevista ao Bola na Rede e assegura que o clube bracarense pode “mais ano, menos ano” ser campeão nacional.

Estreando-se na equipa principal na temporada 1994/95, altura em que o emblema “lutava por não descer”, Quim considera que, com o passar dos anos, o SC Braga começou a subir patamares, lutando para entrar nas competições europeias.

Após regressar ao clube minhoto, em 2010, após seis épocas no Benfica, Quim notou num clube que “já podia ser considerado ‘grande’”, apesar de faltar a conquista de um título.

Até que, em 2013, o SC Braga conquistou a Taça da Liga, frente ao FC Porto, por 1-0, um momento muito importante para a instituição.

“Consegui apanhar o clube em crescendo, as várias fases, que culminaram num Braga a lutar pelos primeiros lugares e pela Europa, mas faltava sempre um título. As pessoas sabiam que o mais difícil seria o primeiro e, quando conquistámos essa Taça da Liga, sentimos isso. Foi muito importante para o clube ter conquistado esse troféu. Acredito que mais ano, menos ano, o SC Braga será campeão nacional”, afirmou Quim.

Após ter sido dispensado do Benfica em 2010, ano em que se sagrou campeão, o antigo internacional português regressou ao SC Braga.

Quim refere que tinha sempre o desejo de voltar ao clube bracarense, local onde desejava terminar a carreira.

“Não pensei duas vezes: o Braga para mim foi tudo e adoraria ter terminado lá a carreira. Era o meu objetivo quando saí do Benfica”, comentou.

No entanto, o ex-guarda-redes sofreu, na temporada 2010/11, uma lesão do tendão de Aquiles, ficando de fora durante toda a época.

Admitindo que poderia regressar a um nível mais baixo, Quim assegura que nunca pensou em retirar-se.

“Disse para mim mesmo: ‘Não! Isto vai passar-me, vou trabalhar para voltar a jogar!’. Não me fiquei, não me dei por vencido e, felizmente, consegui – apesar de, dois meses após ser operado, ter tido uma recidiva e ter de voltar a ser operado, que me deixou praticamente um ano sem jogar”, salientou.

Ao longo da sua carreira, Quim defendeu as balizas do SC Braga por 299 vezes.

Tags: