Portugal
Madeira Rodrigues diz-se "candidato natural", mas fala em "culpa dos jogadores"
Redação Bancada
2018-06-12 23:00:00
O candidato derrotado das última eleições no Sporting lembra as provocações de Bruno de Carvalho

Pedro Madeira Rodrigues, candidato às últimas presidências no Sporting, revelou ser o "candidato natural" no caso de Bruno de Carvalho abandonar o cargo que ocupa como líder dos leões. Em entrevista à CMTV, o candidato derrotado em março de 2017 alertou para a "situação calamitosa" que o próximo presidente irá encontrar.

"Se serei candidato? Isso não é importante, é prematuro dizer não sabendo se vai haver eleições. Importante é que Bruno de Carvalho saia. Quem herdar o clube vai encontrar uma situação calamitosa, o Sporting entrou em default, não conseguimos fazer um empréstimo obrigacionista que é para fazer face a despesas correntes, vai ser difícil fazer transferências e vendas de gameboxes sem saber que equipa teremos... (...) No próximo ano é praticamente impossível sermos campeões, a equipa está a ser desmembrada e não temos treinador. Vai ser uma travessia no deserto e o Sporting vai ter de começar quase da estaca zero. Não pode ser qualquer um [a ser presidente]", referiu Madeira Rodrigues.

O empresário não poupa críticas, no entanto, à atitude dos jogadores que rescindiram alegando justa causa, pese embora reconhecer que foram provocados por Bruno de Carvalho: "Custa-me que eles façam isto, o Sporting está a ser prejudicado, claro, portanto alguma culpa deles, em particular custa-me os que cresceram no Sporting a tomar esta atitude. Mas do ponto de vista humano, Bruno de Carvalho provocou-os até ao limite e é o principal responsável. Agora custa-me que os jogadores façam isto e não se lembrem que o Sporting é muito mais do que Bruno de Carvalho. É um prejuízo tremendo que estão a causar ao clube", sublinhou.

Sê o primeiro a comentar: