Portugal
Liga abre inquérito aos incidentes no Bonfim
2019-05-07 09:50:00
Jogo entre Vitória de Setúbal e Boavista marcado por “tentativa de agressão”

“A Liga Portugal informa que aguarda pelos relatórios das forças de segurança e dos delegados da Liga para abrir processo de inquérito aos factos ocorridos esta noite no estádio do Bonfim”, pode ler-se, num comunicado divulgado nesta terça-feira pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

Na mesma nota, a Liga apresenta “uma palavra de solidariedade aos comentadores da SportTv e demais órgãos de comunicação que estando a fazer o seu trabalho foram alegadamente vítimas de tentativa de agressão”.

Em causa esteve a arbitragem polémica de Fábio Veríssimo, no Vitória de Setúbal-Boavista, no Bonfim, nesta segunda-feira, jogo que terminou com três jogadores sadinos expulsos, triunfo dos axadrezados por 3-0 e revolta dos adeptos da casa.

O presidente do Vitória foi duro nas críticas ao juiz da partida. “O que se passou aqui hoje [segunda-feira] não foi uma vergonha, foi um nojo. O senhor Veríssimo foi um carteiro com encomendas para este e para o próximo jogo. Sabemos o que se passou. É um nojo. Esta é uma terra de gente séria e honesta. Este carteiro [Fábio Veríssimo] não entrega mais cartas em Setúbal ", disse Vítor Hugo Valente.

A Liga reage: “Apelamos a todos os agentes desportivos e adeptos que mantenham a calma e serenidade nas duas jornadas que faltam para terminar os campeonatos. A bem do futebol e das suas equipas”.

Os incidentes só não foram mais graves porque a polícia susteve os adeptos junto à vedação. O jogo esteve interrompido cerca de 10 minutos e, depois, perante um Vitória a atuar com oito elementos, o Boavista marcou mais dois golos, por Perdigão e Gustavo Sauer, aos 90 e 90+12, respetivamente.

Sê o primeiro a comentar: