Portugal
Jota. O Gondomar na Champions e a Premier League na televisão do avô Alberto
2019-03-18 10:45:00
Histórias curiosas do português que tem estado em destaque no Wolves

Diogo Jota tem sido uma das referências do Wolverhampton e a imprensa inglesa quis conhecer melhor o jovem natural de Gondomar que se destacou ao serviço do Paços de Ferreira até chegar ao FC Porto, de onde se mudou para a Liga inglesa, onde é agora uma das estrelas do Wolves.

Em entrevista ao 'The Independent', Jota falou sobre a experiência na Premier League e explicou como se apaixonou pela Liga inglesa.

"Ia sempre para casa do meu avô Alberto ver os jogos da Premier League. Apoiava as equipas pequenas, não importava quem. Adorava os jogos em campos complicados. Via ao sábado e ao domingo e sonhava fazer parte daquilo um dia. Lembro-me que o Everton era sempre difícil", recordou Jota.

O jovem jogador, que é uma das novidades na lista de Fernando Santos para o arranque da preparação para o Euro'2020, também falou sobre o Football Manager, que gostava de jogar, e fez um paralelo com o sucesso do Wolves na Premier League.

"É como jogar Football Manager, sempre gostei de começar com equipas pequenas. Por exemplo, comecei com o meu primeiro clube, o Gondomar. Gosto de alcançar grandes feitos".

De resto, Jota recorda o feito que conseguiu nesse jogo. "Venci a Liga dos Campeões. Fui ao desempate por grandes penalidades e marquei. Contratei-me a mim mesmo, era 2031 e eu já tinha 35 anos".

Mas uma coisa é o jogo das consolas, outra a realidade. E aí, o jovem mostra-se feliz na Premier League e, por isso, espera ficar "por muitos anos" naquele campeonato. De igual modo, Jota mostra-se fiel a Nuno Espírito Santo.

"Ele é uma figura paterna para os jogadores mais jovens. Já o conhecia do FC Porto e ele a mim. Os jogadores confiam nele e ele sabe que pode confiar em nós", garantiu Jota, de 22 anos.

Nesta época 2018/19, o jovem português soma sete golos em 28 jogos pelo Wolves.

Sê o primeiro a comentar: