Portugal
José Mota reclama dívida do Vitória de Setúbal a rondar os 165 mil euros
2019-02-21 13:30:00
Treinador está sem clube nesta altura

José Mota espera que o Vitória de Setúbal pague 165 mil euros que ainda estão em dívida. O técnico é tido como o maior credor das contas sadinas e espera que lhe seja pago esse valor.

"No meu último ano em Setúbal não recebi qualquer vencimento. Não havia dinheiro para todos e disse à direção para pagar primeiro aos jogadores. A dívida foi aumentando mas nem quando venderam o Rúben Vezo ao Valência - nessa altura entrou dinheiro - pagaram à equipa técnica", explicou José Mota, em declarações ao 'Record'.

Mota comandou os sadinos entre fevereiro de 2012 e outubro de 2013 e revela que "pode haver acordo mas vão ter de pagar", pois trata-se de dinheiro fruto do seu "trabalho".

O treinador sublinhou ainda que após sair do emblema sadino recebeu 12 cheques pré-datados mas sustenta que só conseguiu levantar o valor referente ao primeiro.

"O segundo já não tinha cobertura e acabei por avançar com uma queixa-crime contra ele, mas como ele não tem bens para pagar a dívida não recebi mais nada", referiu o treinador de 54 anos.

Sê o primeiro a comentar: