Portugal
Jorge Jesus: "Vamos ver se temos pedalada para estar em todas as frentes"
2018-02-25 18:55:00
O treinador do Sporting voltou a lamentar não ter tirado Bas Dost antes deste lesionar-se: "entusiasmei-me..."

Jorge Jesus desvalorizou este domingo a sequência de jogos que o Sporting tem tido pela frente e preferiu colocar o foco no facto de a equipa leonina estar em todas as frentes com hipótese de conquistar títulos. "Estamos numa escala de jogos, já temos 44 jogos. Para este jogo temos mais um dia de recuperação, vai ser ao quarto dia. Isso tem de deixar marcas, mas a equipa está encantada por estar em todas as decisões. Vai pagando caro, aqui e acolá, com a fadiga de um ou outro jogador. Mas isso faz parte de querer estar em todas. Falta saber se temos pedalada para estar em todas as frentes", afirmou o técnico leonino em antecipação à partida com o Moreirense, esta segunda-feira, às 21 horas, em Alvalade, em jogo da 24ª jornada da Liga.

Sobre o jogo com o Moreirense, Jorge Jesus disse esperar "um jogo difícil", sobretudo por ser em Alvalade. "Cada jogo tem a sua história, mas os objetivos são sempre iguais. Neste momento corremos atrás de um adversário que está à nossa frente. Só a vitória nos interessa, contra uma equipa [Moreirense] que está numa situação delicada, em função de defender a permanência na Liga. Vai ser um jogo difícil, como têm sido os jogos aqui em Alvalade. Temos de arranjar soluções e formas de abrir a organização defensiva do Moreirense, e estarmos bem atentos também a situações de contra-golpe. Os jogos contra estas equipas baseiam-se um pouco nisto", disse Jesus.

A ausência de Bas Dost não podia deixar de ser assunto tratado na conferência de imprensa. Jorge Jesus voltou a lamentar não ter tirado o ponta de lança holandês antes de se lesionar na partida com o Astana. "Eu durmo bem, mesmo sabendo que ele não vai jogar, porque acredito em todos os jogadores, mas não vamos branquear a situação. Claro que o Bas Dost faz falta, gostava que ele pudesse jogar amanhã, mas vamos arranjar outras soluções. Eu poderia ter evitado a lesão do Bas Dost...entusiasmei-me e não o tirei...".

Sobre quem vai substituir o holandês, Jesus não abriu o jogo. Falou de Doumbia, Montero e Rafael Leão, mas sobre o ainda júnior leonino especificou. "O Leão tem 18 anos, é um produto da Academia, é mais um miúdo que estamos a lançar, como fizemos com o Gelson e o Rúben Semedo que , infelizmente, está a passar por um momento mau a nível pessoal".

Ainda em relação ao jogo com o Moreirense, Jesus anunciou que vai voltar a fazer a gestão do plantel - "não há outro caminho". "Vão entrar cinco/seis jogadores que não jogaram com o Astana. Já estava pensado assim, para termos jogadores frescos, sem estarem carregados muscularmente. Esse é o segredo, pela experiência de vários anos que tenho. Falta agora saber se tens andamento e pedalada para estar em todas as frentes. Quando começas a perder um, dois, três jogadores, aí ficas triste".

A terminar, Jorge Jesus voltou a reiterar a ideia de que este campeonato vai ser uma lutra férrea a três até ao fim. "Quem está à frente tem uma almofada pontual. Está tudo em aberto, acho que qualquer um dos três vai perder pontos. O campeonato está difícil, sobretudo jogas fora. Vai ser um aluta interessante até ao fim", concluiu.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa