Portugal
"Jogámos como os grandes, mas não somos um grande", diz Folha
2019-02-23 21:35:00
Técnico analisou o empate diante do Aves

António Folha, treinador do Portimonense, pediu paciência aos sócios do clube este sábado, no final do encontro frente ao Aves, que terminou com a divisão de pontos. O técnico dos algarvios sublinhou que não é fácil "assumir os jogos", o que tem custado alguns pontos à equipa. 

"Não é fácil assumir os jogos, não é para qualquer um. A filosofia do Portimonense corre alguns riscos, por isso nós temos corrido riscos e fizemos uma primeira volta com boas vitórias. As pessoas ficam um pouco impacientes, mas jogámos como os 'grandes', mas não somos um 'grande'. Somos sim, obrigados a ser sérios, trabalhadores com grande profissionalismo, os sócios têm de ter paciência", afirmou. 

"Peço às pessoas paciência e apoio à equipa, e não assobios durante o jogo quando a equipa mais precisa, porque isso causa intranquilidade. Se quiserem assobiar assobiem no fim", reforçou o treinador algarvio. 

Relativamente ao jogo, Folha sublinhou que "este não era o resultado" que a equipa queria, mas que é mais um ponto na luta pelos objetivos.

"Fizemos um golo e o empate é um ponto a somar aos que temos. Não era este o resultado que queríamos, porque queríamos mais. Defrontámos um adversário com jogadores rápidos que saem muito bem nas transições para o ataque e que nos causou muitos problemas. Não entrámos bem, é um facto, mas na segunda parte tivemos capacidade de assumir o jogo. Agora é continuar a trabalhar para atingirmos os nossos objetivos", referiu. 

Sê o primeiro a comentar: