Portugal
João Rebelo:"Não é aceitável haver tratamento diferenciado" no futebol português
Redação Bancada
2017-11-13 23:15:00
Secretário de Estado da Juventude e do Desporto avisa que a "lei é para ser aplicada a todos de forma inequívoca"

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo disse não ser “aceitável saber que há, ou imaginar que possa haver, tratamento diferenciado” no futebol português deixando claro que “não podem existir” apoios prestados pelos clubes a grupos de adeptos não identificados.

“Somos todos rigorosamente iguais à luz da lei. O Instituto português do Desporto e da Juventude está a trabalhar e isso deve deixar descansados todos os que seguem o desporto”, garantiu João Paulo Rebelo, à margem do lançamento da bandeira da Ética, que decorreu no complexo desportivo da Academia da Estrela, em Lisboa.

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto deixou claro que "não há clubes de clubes de primeira nem de segunda", alertando que a "lei é para ser aplicada a todos de forma inequívoca".

João Paulo Rebelo deixou ainda uma mensagem de abertura para que os clubes tomem iniciativas no sentido de apresentarem propostas para mudanças que sintam ser benéficas.

“No meu gabinete estamos permanentemente atentos aos fenómenos que acontecem na nossa área de tutela. Eu já tenho dito para sugerirem propostas, ideias, alterações que devem ser feitas no âmbito legislativo, para que posamos ter mais e melhor desporto.”

Sê o primeiro a comentar: