Portugal
Jesus: Sporting é quem mais beneficia com o clássico e só Coentrão é recuperável
Redação Bancada
2018-04-14 14:25:00
O Sporting desloca-se ao terreno do Belenenses no domingo, pelas 20h15.

O Sporting defronta o Belenenses no domingo, logo a seguir a ter lugar um clássico entre Benfica e FC Porto e Jorge Jesus considerou que são os leões os principais beneficiados do duelo entre grandes, tendo em conta que pelo menos um deles terá que perder pontos. Ainda assim, a missão do Sporting é a de vencer a turma do Restelo.

"O Benfica-FC Porto vai ser difícil para as duas equipas, mas eu també vou ter um jogo muito difícil. Teoricamente, pensamos que ganhar um é melhor que empatar e depois na prática não é. Qualquer resultado que possa acontecer vai favorecer-nos, porque algum deles tem que perder pontos. Vamos sempre sair beneficiados, mas o que importa é ganhar em Belém", salientou o treinador do Sporting em conferência de imprensa. 

Jesus revelou ainda que, entre Fábio Coentrão, William, Mathieu e Piccini, apenas considera o lateral português como recuperável para o jogo de amanhã. "Não há tentação de poupar jogadores, porque temos jogadores em dificuldades clínicas. Praticamente, o único que pode recuperar é o Coentrão."

Foram vários os elogios que Jesus recebeu de Silas, que foi treinado por ele, e retribui-os, até a recordar um episódio antigo. "O Belenenses, com o Silas e o Zé Pedro, nestes últimos jogos, desde que mudaram a tática, só perderam um jogo, o que são sinais evidentes da evolução. Fico extramente satisfeito e feliz porque vou encontrar mais uma equipa técnica que foram meus jogadores, aos quais passei várias mensagens que gostava que continuassem uma carreira no futebol. Tenho a certeza absoluta que vão ter êxito, porque já como jogadores eram inteligentes taticamente."

"Tenho um episódio giro no primeiro ano no Belenenses, com o Silas. Ele chegou ao pé de mim e disse ‘sabe que não recebemos nada há cinco meses?' E eu não sabia de nada. Depois, foi um ano em que eles tiveram uma dignidade e profissionalismo exemplar. Depois, chegou-se a acordo e alguns reduziram até o salário, como o Silas. São momentos em que nos permite ter conhecimento do que são os jogadores", recordou Jesus.

Sê o primeiro a comentar: