Portugal
Inácio quer três pontos e o resto fica para os... "entendidos e inteligentes"
2019-03-29 15:20:00
Treinador do Aves focado na luta pela manutenção sem pensar no caso Gil Vicente

O treinador Augusto Inácio disse hoje que a pausa nos campeonatos permitiu ao Desportivo das Aves preparar-se para tentar recuperar frente ao Rio Ave, na 27.ª jornada da I Liga de futebol, os pontos perdidos na ronda anterior.

"O nosso intuito é tentar melhorar as nossas falhas e esta pausa foi importante também ao nível psicológico, para confiarmos naquilo que estamos a fazer e porque uma adversidade [como a derrota em casa com o rival direto Desportivo de Chaves, por 1-0] pode deixar marcas. Mas estivemos calmos, tranquilos e trabalhámos bem, de forma menos intensa esta semana relativamente à anterior, para que eles se apresentem frescos no jogo", disse Inácio.

Na conferência de antevisão ao encontro da 27.ª jornada, no domingo, o técnico avense foi confrontado com o facto de o Rio Ave não ganhar em casa com Daniel Ramos e de o Aves não perder fora desde a sua chegada ao clube, mas Inácio desvalorizou o peso das estatísticas.

"Não gosto muito de estatísticas e basta lembrar que o Aves também nunca ganhara na Madeira ao Marítimo e fomos lá ganhar. O importante é o comportamento que vamos ter e como as duas equipas vão abordar o jogo. O Rio Ave vem de uma vitória e está mais confortável na classificação e nós, mais preparados após a pausa, queremos recuperar os três pontos perdidos e vamos à procura da felicidade", sublinhou.

Augusto Inácio recuperou ainda o percurso do Aves para dizer que "a postura tem sido praticamente a mesma", falando de "um sistema que dá confiança e tranquilidade para abordar o jogo".

"O Aves, normalmente, costuma dar a iniciativa ao adversário, num 3-4-3 que pode ser muito defensivo ou muito ofensivo, dependendo dos momentos e das equipas, e isso cria dificuldades aos outros. Mas a maturidade e a experiência também contam muito e nós não temos, tendo de combater com outras armas", referiu.

Defendi, lesionado, e Fariña, a cumprir castigo, são as baixas no Aves para o jogo em Vila do Conde, quando faltam oito jornadas para o final de um campeonato que, em 2019/20, pode abrir as portas ao regresso ‘administrativo’ do Gil Vicente, atualmente a competir no Campeonato de Portugal.

"Não penso, sinceramente, se dá jeito ao Aves o Gil Vicente não subir. Não sei os acordos que existem e deixo isso para os entendidos e os inteligentes. O que eu sei e tenho de me preocupar é em chegar ao fim com três equipas atrás de nós", concluiu Inácio.

O Desportivo das Aves, que ocupa o 12.º lugar, com 26 pontos, defronta o Rio Ave, nono classificado, com 32, em Vila do Conde, no domingo, a partir das 17:30, em jogo da 27.ª jornada da I Liga.

Sê o primeiro a comentar: