Portugal
Gil Vicente de cara lavada sonha com regresso tranquilo à I Liga
2019-08-08 10:05:00
Vítor Oliveira está de regresso ao escalão principal

O Gil Vicente, condenado à descida há 13 anos no âmbito do 'caso Mateus', regressa à I Liga de futebol também pela via administrativa, com Vítor Oliveira no comando de um plantel construído de raiz.

Sabendo de antemão que estariam entre os grandes do futebol português em 2019/20, os minhotos passaram o último ano a competir sem pontuar no Campeonato de Portugal, recorrendo a uma estrutura de transição que foi revitalizada em toda a linha no defeso.

Para esta época, a cúpula gilista rompeu a ligação com Nandinho e apostou na experiência de Vítor Oliveira, que se especializou em subir equipas à I Liga e encontra em Barcelos, onde já treinou por duas ocasiões e alcançou sempre a permanência na I Liga, “o principal desafio” da carreira.

“Há toda uma estrutura que tem de ser repensada. Isso tem os seus custos e demora o seu tempo, mas o grau de dificuldade é tão elevado quando aliciante”, manifestou o técnico de 65 anos, o mais velho da I Liga, em 30 de maio, na apresentação oficial.

Com quatro milhões de euros de orçamento e a manutenção na mira, o Gil conservou quatro atletas da época passada - Wellington Luís, Edwin Banguera, Juan Villa e Ahmed Isaiah – e promoveu dois juniores, num dos plantéis mais novos do campeonato, com média etária perto dos 23 anos.

A estes juntam-se 22 reforços, cinco com currículo na I Liga: o central e capitão Rúben Fernandes (ex-Portimonense), o lateral Alex Pinto (emprestado pelo Benfica), os médios Soares (ex-Arouca) e Claude Gonçalves (ex-Troyes, França) e o avançado Sandro Lima (cedido pelo Grêmio Anápolis, Brasil).

Do lote de caras novas, dominado por futebolistas ‘canarinhos’, destacam-se também o búlgaro Kraev (emprestado pelo Midtjylland, Dinamarca), o sérvio Mladenovic (ex-Rad Beograd) e o argelino Naidji (cedido pelo Paradou), todos com internacionalizações pelas seleções principais dos respetivos países.

Os gilistas, que estagiaram em Melgaço entre 07 e 13 de julho, venceram dois dos sete ensaios de pré-época, sobre Cerveira (5-0) e Sporting de Espinho (1-0), além registarem um duplo desaire frente ao Desportivo de Chaves (1-0 e 2-1) e igualdades com o Berço (2-2) e os primodivisionários Boavista (0-0) e Moreirense (1-1).

Apesar da chegada de jogadores a conta-gotas, o Gil Vicente já carimbou o apuramento para a fase de grupos da Taça da Liga, ao bater o Desportivo de Aves (3-2), e assinala o regresso à I Liga, após uma ausência de quatro anos, no sábado, a partir das 19:00, no Estádio Cidade de Barcelos, frente ao vice-campeão FC Porto.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa