Portugal
Galeno, um Fórmula 1 que ataca como ninguém no campeonato português
2018-10-23 18:30:00
O extremo brasileiro cedido pelo FC Porto ao Rio Ave é o mais ofensivo e rematador da I Liga, ao fim de sete jornadas

Galeno, extremo brasileiro do Rio Ave, é o jogador mais ofensivo e rematador do campeonato ao fim de sete jornadas. O jogador cedido pelo FC Porto à equipa vilacondense tem estado em evidência na equipa de José Gomes, atual quarta classificada da I Liga.

O extremo brasileiro soma 26 remates, mais um do que o benfiquista Salvio e três do que Dyego Sousa, do SC Braga, o melhor marcador do campeonato português. Desses 26 remates, 20 deles foram fora da área, o registo máximo na atual edição do campeonato. Mas há mais: de acordo com as estatísticas da Liga, Galeno construiu 80 ataques nos útimos 30 metros do terreno, contra 64 de Bruno Tabata e 54 de Shoya Nakajima, ambos do Portimonense. Galeno costuma priveligar o lado esquerdo para as suas ações ofensivas, daí que 68 por cento dos ataques conduzidos por Galeno tenham sido por aquela zona do terreno.

Esta propensão para a velocidade e o foco na baliza adversária, que o levaram a dizer no dia da apresentação no clube de Vila do Conde que não tinha "problemas em partir para cima dos adversários", fazem também com que Galeno seja o jogador mais castigado com faltas no campeonato, decorridas que estão sete jornadas. O médio brasileiro sofreu até agora 34 faltas, contra 30 de Rochinha (Boavista) e 28 de Edson Farias (Feirense). Em média, Galeno sofreu mais de cinco faltas por jogo.

Esta época, o extremo do Rio Ave foi escolha inicial de José Gomes em seis das sete jornadas da I Liga. Marcou por duas vezes, diante do CD Tondela e Santa Clara, a segunda na condição de suplente utilizado, e fez uma assistência para golo. Face ao bom momento que atravesa chegou-se a falar da possibilidade de Galeno regressar ao FC Porto em janeiro, mas a verdade é que isso não pdoerá ocorrer. O regulamento das competições foi alterado e os jogadores que estão cedidos não podem voltar à casa mãe antes do final da temporada.

Sê o primeiro a comentar: