Portugal
Fernando Santos: "É difícil encontrar as fragilidades do Uruguai"
Mauro
2018-06-29 18:30:00
"Se o Cristiano jogar sozinho, Portugal vai perder", disse ainda o selecionador nacional

O Uruguai-Portugal, referente aos oitavos-de-final do Mundial, joga-se este sábado pelas 19h00 portuguesas e Fernando Santos, técnico da Seleção Nacional, já deu a conferência de imprensa de antevisão à partida. Os elogios ao adversário foram uma constante e o Engenheiro revelou que foi complicado "encontrar as fragilidades" do Uruguai.

"Treinador com 12 anos à frente da seleção, um homem experiente com muita qualidade. Equipa fortíssima em todos os setores, com jogadores que conhecemos e reconhecementos. Estamos a falar de um Uruguai que não sofreu nenhum golo em 2018. É daquelas que equipas que não encontras muitas fraquezas, é difícil encontrar as fragilidades. É uma equipa muito homogénea. Preparámo-nos para isso, obviamente. Dentro dessa fortaleza, há sempre alguma coisa que encontramos para podermos explorar. Preparámos o jogo a pensar no adversário e a pensar também naquilo que nós podemos fazer. As duas equipas vão fazer tudo para vencer, embora eu acredite que Portugal vai ganhar o jogo", começou por dizer Fernando Santos, explicando ainda que, "à partida", terá todos os jogadores disponíveis. "Teremos de ver o William nas próximas horas."

Questionado sobre uma eventual dependência da equipa em Cristiano Ronaldo, capitão e estrela da Seleção Nacional, o treinador explicou que isso é normal e deu o exemplo de Suárez e Cavani no Uruguai. "Toda a gente sabe que Portugal e qualquer equipa do Mundo depende dos melhores jogadores. Nós temos o melhor do Mundo, pelo que claro que dependemos de Cristiano Ronaldo. Pode perguntar ao treinador do Uruguai se ele depende do Suárez ou do Cavani. (...) "Se o Cristiano jogar sozinho, Portugal vai perder. Se não formos tão fortes enquanto equipa como é o Uruguai, já ficamos debilitados"", atirou.

A qualidade do jogo, essa, é um dado praticamente adquirido para Fernando Santos, que espera um desafio de grande nível. "Acho que vai ser uma grande partida com duas equipas que vão procurar ganhar usando as suas armas. Espero um grande encontro entre duas equipas que têm esse objetivo, até porque amanhã, ao contrário da fase de grupos, os pontos não valem nada. Ou ganha, ou não ganha. E eu quero ganhar", garantiu.