Portugal
A Manta ficou curta e nem os Santos ajudam
António José Oliveira
2018-12-06 16:00:00
Equipa de Nuno Manta Santos não vence há nove jogos consecutivos no campeonato

Chegou a ostentar o estatuto de equipa sensação da Liga, mas vê-se agora remetido aos lugares de descida. O Feirense vive o momento mais complicado da temporada, culminado com a goleada de 4-0 sofrida no Estádio da Luz. São nove jogos consecutivos sem conhecer o sabor do triunfo no campeonato, facto que remeteu a equipa liderada por Nuno Manta Santos para o 17.º lugar com nove pontos, correspondentes a duas vitórias, três empates e seis derrotas. A Manta está afinal a revelar-se demasiado curta e até a imagem de coesão defensiva desapareceu com a última derrota.

O registo do campeonato é, de certa forma, atenuado pela excelente carreira que a equipa está a efetuar quer na Taça de Portugal, quer na Taça da Liga. O triunfo averbado na Madeira, diante do Marítimo, por sinal bastante folgado, resultando no despedimento de Cláudio Braga do comando técnico do conjunto insular, permitiu à equipa de Santa Maria da Feira alcançar os oitavos de final da prova rainha onde vai receber o FC Paços de Ferreira. Já na Taça da Liga, a vitória em casa diante do mesmo adversário, o Marítimo, por 3-2 e o triunfo registado na Amoreira, perante o Estoril Praia, colocaram a equipa em situação privilegiada na discussão do acesso à "final four". O jogo em casa com o Sporting decidirá qual das duas equipas seguirá em frente.

O pior mesmo é, então, o campeonato nacional. E nada fazia supor este cenário face à verdadeira entrada de leão na prova principal do futebol português. O Feirense venceu o Rio Ave de forma categórica na jornada inaugural por 2-0 e na segunda ronda foi impor-se a Guimarães, saindo triunfal da Cidade Berço mercê de um golo apontado por Fábio Sturgeon. O terceiro jogo da Liga resultou num empate caseiro a um golo diante do Boavista. Este conjunto de resultados fez com que a equipa nortenha fosse a Alvalade no topo da Liga com os mesmos pontos de Sporting, Benfica e SC Braga (7) na condição de melhor defesa do campeonato, com apenas um golo consentido.

E a verdade é que o conjunto de Nuno Manta Santos fez jus ao estatuto e vendeu cara a derrota, perdendo por 1-0 mercê de um golo apontado por Jovane ao minuto 88. Apesar do resultado, a equipa viu reconhecida a sua atitude numa fase em que se afirmava como a tal equipa sensação. Mas o pior estava para vir. Daí para cá, o Feirense não conseguiu vencer um único jogo. Empatou com o Nacional e o Belenenses a zero, e perdeu de forma consecutiva diante de Moreirense, FC Porto, CD Tondela, Vitória de Setúbal e Benfica. Costuma dizer o povo que quando as coisas correm mal nem os santos ajudam e o Feirense vive agora algo parecido. O próximo adversário chama-se... Marítimo, que tem sido um dos adversários prediletos desta época, uma espécie de talismã para os fogaceiros.

A ver vamos como a equipa de Nuno Manta Santos vai reagir numa fase em que vai também discutir o acesso aos quartos de final da Taça de Portugal, ao receber no dia 19 o FC Paços de Ferreira, como também o apuramento para a "final four" da Taça da Liga, ao defrontar em Santa Maria da Feira o Sporting no dia 29.

Sê o primeiro a comentar:
Tags: