Portugal
FC Porto vence Santa Clara com trinfo desenhado no primeiro tempo
2019-09-22 23:10:00
'Dragões' igualam Benfica na liderança provisória da Liga

O FC Porto venceu hoje o Santa Clara por 2-0, numa partida da sexta jornada da I Liga portuguesa de futebol em que os ‘dragões' construiriam o triunfo na primeira parte.

Os ‘nortenhos', que oscilaram entre períodos de intensidade e outros de menor fluidez, começaram cedo a desenhar a vitória, com Zé Luís, aos 15 minutos, a inaugurar o marcador, beneficiando, depois, de um autogolo do defesa do Santa Clara César, aos 42, para dar corpo ao resultado.

Com este triunfo, o FC Porto soma agora os mesmos 15 pontos Benfica, que, no sábado, subiu provisoriamente ao primeiro lugar, tendo ambos mais dois pontos do que o Famalicão, terceiro com 13, mas que só joga segunda-feira, no terreno do Sporting.

Já o Santa Clara, que não perdia desde a primeira jornada e ainda não tinha sido derrotado nem sofrido golos fora de casa, segue na nona posição do campeonato, agora com oito pontos.

Os ‘dragões', que surgiram para este desafio com duas alterações no ‘onze' em relação ao último compromisso, frente ao Young Boys, para a Liga Europa, com Manafá a ocupar o lugar do castigado Alex Telles na lateral esquerda e Zé Luís a render Soares no ataque, entraram com mais garra no encontro.

Luís Díaz, logo aos quatro minutos, deixou um primeiro aviso através de um remate oportuno, que o guarda-redes dos visitantes Marco Pereira defendeu, e, pouco depois, Zé Luís tentou, num par de iniciativas, forçar o primeiro golo, mas sem a melhor pontaria.

O avançado cabo-verdiano do FC Porto acabaria, no entanto, por ser mais eficaz à passagem do quarto de hora, aproveitando um cruzamento de Danilo para, sem marcação, cabecear para o 1-0.

O Santa Clara, que antes do tento contrário tinha apenas esboçado dois contra-ataques, mas sem uma boa definição final, não fez melhor quando se viu em desvantagem, permitindo que o FC Porto, mesmo sem deslumbrar, fosse controlando o encontro.

Os ‘dragões', não estando especialmente inspirados na procura do segundo golo, acabariam por recebê-lo em jeito de ‘oferta', quando, aos 42, o central dos açorianos César, desviou para a própria baliza um livre apontado por Corona, que fixou o 2-0 ao intervalo.

Logo após o descanso, o Santa Clara conseguiu algo inédito até então, protagonizando o seu primeiro lance de perigo, num centro remate de Patrick, defendido pelo guardião portista Marchesin.

O atrevimento dos insulares, que desde o intervalo reforçaram o ataque com a entrada de Gabriel Schettine, não foi suficiente para assustar os ‘azuis e brancos’, que não demoraram a tomar as rédeas do jogo, mas só conseguindo as ações mais contundente à passagem da hora de jogo.

Um remate Luís Díaz, que saiu um pouco lado, aos 60, serviu de mote para a insistência dos ‘dragões' em chegarem ao terceiro golo, dispondo, pouco depois, de três soberanas oportunidades para tal, num espaço de três minutos, assinadas por Zé Luís, Danilo e Nakajima, que foi uma das apostas de Sérgio Conceição para o segundo tempo.

Do outro lado, a formação açoriana praticamente não existiu em termos ofensivos no segundo tempo, e o melhor que conseguiu até ao final foi um par de remates, já nos derradeiros momentos, por Fábio Cardoso e Zaidu, mas insuficiente para beliscar a vantagem de 2-0 do FC Porto que se manteve até ao final.