Portugal
SAD do FC Porto reduz prejuízo e cumpre regras do fair-play financeiro
Redação Bancada
2018-10-11 11:10:00
O aumento de receitas teve papel fundamental para a melhoria no prejuízo de 2017/18 em relação ao ano anterior.

A SAD do FC Porto encerrou o ano fiscal, a 30 de junho, com um prejuízo de 28,4 milhões de euros no que diz respeito aos resultados financeiros referentes ao exercício de 2017/18. Este valor representa uma melhoria em relação ao ano passado, no qual o resultado líquido tinha ficado nos 35,3 milhões de euros.

A melhoria teve por base o aumento de receitas. Colocando de parte os proveitos com passes de jogadores, a SAD dos dragões fechou com um volume de negócios cifrado nos 105,8 milhões de euros, ou seja, mais sete por cento em relação ao exercício anterior.

Assim sendo, os azuis e brancos voltaram a cumprir as regras do acordo celebrado com a UEFA, relativamente ao fair-play financeiro, com uma margem de praticamente três milhões de euros. Nesse mesmo acordo contam apenas 17,2 milhões de prejuízo dos azuis e brancos, tendo em conta que 11,2 milhões não contam para o fair-play financeiro, de acordo com O Jogo. Nesta temporada, o FC Porto apenas poderia apresentar um resultado negativo inferior a 20 milhões.

No que concerne às transferências de jogadores, destacam-se os encaixes com as saídas de Diogo Dalot para o Manchester United (22 milhões de euros) e de Ricardo Pereira para o Leicester City (20 milhões de euros).

Sê o primeiro a comentar:
Tags: