Portugal
Fazer desta arbitragem “uma colagem a movimentação de bastidores não é honesto”
2020-07-07 18:00:00
Duarte Gomes defende qualidade de Tiago Martins e Jorge Sousa

O jogo entre Moreirense e Sporting, que terminou com um nulo no marcador, ficou marcado pelas queixas dos leões, que pensam que pode ter ficado um penálti por marcar no final do encontro a Sébastian Coates.

Após o jogo, o Sporting, através de comunicado, queixou-se da arbitragem de Tiago Martins e da atuação de Jorge Sousa no VAR, e indicou que “bastou uma sequência de vitórias do Sporting para os árbitros começarem a ter erros inexplicáveis”.

Duarte Gomes, antigo árbitro internacional, admite que o encontro em questão teve “vários momentos difíceis” e que ficou por marcar um penálti a favor dos leões, após agarrão do defesa do Moreirense a Coates.

“Perante estas imagens, não há outra solução que não seja a marcação de pontapé de penálti. Esta é aquela parte em que a verdade tecnológica quase se superpõe à verdade intuitiva. Aquilo que o futebol espera, naquele lance, é um pontapé de penálti”, afirmou Duarte Gomes em declarações no espaço de comentário do projeto Kickoff.

No entanto, o ex-árbitro garante que fazer desta arbitragem “uma colagem a movimentação de bastidores” não é honesto, apesar de admitir que Tiago Martins e Jorge Sousa tiveram “uma noite infeliz”.

“Fazer desta noite, que foi infeliz, uma colagem a premeditações, movimentação de bastidores ou outra coisa qualquer, não é intelectualmente honesto”, salientou.

Ao mesmo tempo, Duarte Gomes defende a qualidade de Tiago Martins e Jorge Sousa, relembrando que ambos são internacionais há muito tempo e que fazem parte da elite da UEFA.

“Tiago Martins é um ótimo árbitro, Jorge Sousa é um excelente árbitro. Tem muitos anos de primeira divisão e reconhecimento internacional. Estão ambos no grupo 1, que é a pré-elite da UEFA. São dois árbitros experimentados, com categoria”, concluiu.