Portugal
Famalicão empata em Guimarães e segue na liderança a par do Sporting
2019-08-25 22:55:00
Empate a uma bola frente ao Vitória

O Vitória de Guimarães e o Famalicão empataram hoje 1-1, numa partida da terceira jornada da I Liga portuguesa de futebol com muitas ocasiões de golo, em que as equipas tentaram jogar bem, embora com filosofias diferentes.

Depois de uma primeira parte em que foram superiores e criaram quase todas as ocasiões de golo, os vimaranenses adiantaram-se por João Carlos Teixeira, aos 50 minutos, mas a equipa treinada por João Pedro Sousa empatou num contra-ataque finalizado por Fábio Martins, aos 70, e teve até a hipótese de operar a reviravolta.

Com este desfecho, o recém-promovido Famalicão manteve-se segundo lugar, com sete pontos, os mesmos do líder Sporting, enquanto a turma de Guimarães é 14.ª, após dois empates nos seus dois primeiros jogos do campeonato, ambos em casa - o encontro da primeira jornada, com o Rio Ave, em Vila do Conde, foi adiado para 08 de setembro.

Na antecâmara de decidir a passagem à fase de grupos da Liga Europa, perante os romenos do FSCB, na quinta-feira, o Vitória apareceu em campo com uma defesa composta por Victor Garcia, Frederico Venâncio, Pedro Henrique e Rafa Soares, totalmente diferente da primeira mão do ‘play-off’ europeu, e ainda com Dénis Poha e João Carlos Teixeira como novidades no meio-campo.

Apesar das mudanças, a turma vimaranense entrou melhor na partida, tentando ganhar superioridade numérica nas alas em transições rápidas ou bolas em profundidade, e quase chegou à vantagem ao minuto oito, quando Bruno Duarte cabeceou ao poste, na sequência de um canto de Rochinha.

Sem alterações no ‘onze’ que venceu o Rio Ave, na ronda anterior (1-0), o Famalicão construiu os ataques com uma circulação de bola mais paciente e teve até mais posse de bola na primeira parte (60%), mas, ao contrário do Vitória, foi quase sempre inconsequente, à exceção de um remate de Fábio Martins, travado por Douglas, aos 36 minutos.

Mais objetiva, a formação anfitriã teve mais remates (nove contra seis) e cantos (sete contra quatro) e esteve muito perto do golo em remates de Rafa Soares, travado por Defendi, aos 14 minutos, de Davidson, ao lado (30 e 40), e de Dénis Poha, ao poste, de fora da área (38).

A recompensa pelo sentido de baliza exibido pelos vitorianos apareceu no início da segunda parte, com Davidson a ganhar espaço na esquerda e a cruzar para o ‘coração’ da área, para João Carlos Teixeira desviar de cabeça, para o fundo das redes famalicenses.

Em desvantagem, o Famalicão acentuou a iniciativa ofensiva perante um Vitória que procurava ainda mais o contra-ataque, mas a turma de Ivo Vieira começou a falhar muitos passes, permitindo ao adversário instalar-se no seu meio-campo.

A equipa famalicense, curiosamente, repôs a igualdade num contra-ataque, com Fábio Martins a introduzir a bola no fundo das redes em esforço, após Douglas ter defendido um remate de Toni Martínez, isolado.

Nos 20 minutos finais, o triunfo poderia ter caído para qualquer lado, com Davidson a criar perigo para os homens de Guimarães, aos 76 minutos, e Anderson, isolado, a ver Douglas negar-lhe a reviravolta, aos 82.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa