Portugal
"Espetáculo das máscaras" contra a gripe provoca demissão no Vitória de Setúbal
2020-01-17 16:25:00
Médico deixa o clube com críticas à "feira" em torno do surto gripal antes do jogo com o Sporting

O médico ortopedista Nuno Moura cessou a colaboração com o Vitória de Setúbal, "sempre mal definida", depois do "espetáculo das máscaras" no jogo com o Sporting, devido ao surto gripal no plantel sadino.

Em entrevista ao jornal Record, o clínico, de 48 anos, explicou que colaborava com o clube por amizade ao diretor clínico, Ricardo Lopes, mas sem remuneração.

"A minha situação esteve sempre mal definida", assumiu, criticando a "feira" em torno da doença que debilitou o Vitória de Setúbal.

"Depois do jogo com o Sporting, transmiti ao diretor clínico que não iria continuar com a relação institucional que tinha com o Vitória", revelou.

 

"Nunca duvidei da infeção viral. Conheço vários atletas e até tenho amizade com eles. O que aconteceu é uma realidade, não duvido", garantiu Nuno Moura, ilibando Ricardo Lopes de qualquer "tentativa de agravamento da situação ou de ganhar apoio na opinião pública" que possa ter acontecido, no sentido da direção "levar a cabo a sua intenção de adiar o jogo".

"O espetáculo das máscaras e dos placares expostos, tenho a certeza que o dr. Ricardo não teve nada a ver com isso", concluiu o médico demissionário.