Portugal
Em 2005 o Benfica “recuperou a glória, foi o relançamento de um clube campeão”
2020-05-22 16:30:00
Álvaro Magalhães destaca mudança de paradigma a partir dessa temporada

Álvaro Magalhães, treinador adjunto do Benfica em 2005, ano em que o Benfica voltou a ser campeão volvidos 11 anos, destaca a importância desse título para o futuro do clube encarnado.

Em declarações ao jornal A Bola, o técnico de 59 anos considera que a conquista foi “um ponto de viragem” e, em 2005, o Benfica “recuperou a glória” e relançou-se como “clube campeão”.

“Aquele dia foi um ponto de viragem, 11 anos depois o Benfica voltava a ser campeão e a partir daí recuperou a glória, foi o relançamento de um clube campeão”, afirmou Álvaro Magalhães.

Voltando a frisar que a conquista do campeonato, o primeiro de Luís Filipe Vieira enquanto presidente do Benfica, mudou o paradigma do futebol português, o técnico relembra que a equipa andava “com a casa às costas”.

Álvaro Magalhães refere que as coisas mudaram e que, hoje em dia, o Benfica tem as condições para “ganhar mais vezes do que perder”.

“O FC Porto dominava o futebol português porque estava mais organizado, mas, a partir de aí, o Benfica iniciou a caminhada e agora tem todas as condições que permitem ganhar mais vezes do que perder”, indicou.

Em relação ao plantel treinado por Giovanni Trapattoni, o técnico não tem dúvidas sobre quem foi o futebolista mais determinante.

“Simão. Simão foi fantástico. Sem ele, seria complicado sermos campeões”, concluiu.