Portugal
"É um triunfo mais do que merecido pelo jogo todo", diz Pepa
2019-04-19 19:20:00
Tondela somou a segunda vitória consecutiva em casa

Pepa, técnico do Tondela, mostrou-se naturalmente satisfeito pela vitória sobre o Boavista, a segunda consecutiva nos jogos em casa. Em conferência de imprensa, o técnico agradeceu a moldura humana que compôs o estádio e admitiu que "assinava já" para somar mais seis pontos até ao final da Liga. 

"(O estádio estar quase cheio) ajuda, ajuda sempre, por isso é que tenho sido repetitivo nesse pedido de apoio e ajuda, porque estamos numa altura muito importante do campeonato, com muito equilíbrio, com qualquer equipa a poder ganhar em qualquer lado e com os pontos a serem disputados até ao último minuto, segundo, até ao árbitro apitar.Sabem que, às vezes, as equipas quando estão um pouco ansiosas ou com aquela necessidade grande de pontos, cometem erros de uma forma inconsciente, recuando quando se apanham a ganhar cedo, mas não foi o caso", começou pr dizer. 

"Queríamos fazer o segundo rapidamente, tivemos dois golos anulados - tenho de aceitar essa decisão do Artur [Soares Dias], que é só um dos melhores árbitros do mundo -, mas, independentemente disso, para esses golos aparecerem é porque nós criámos essas oportunidades. Tivemos a bola na barra, do Tomané, e outras oportunidades de golo, sendo que o Boavista também teve, pelo menos duas, uma na primeira parte e uma na segunda. Controlámos mal a profundidade, mas nunca baixamos a guarda, tentámos sempre procurar o segundo golo. Não conseguimos matar o jogo, o Boavista acreditou até ao fim, como é seu apanágio também e, por isso, é que foi um jogo muito sofrido até ao último segundo, mas o triunfo é mais do que merecido pelo jogo todo", continunou.

"Se eu assinava já seis pontos? Assinava, claro, mas não abdicava dos jogos fora. O nosso foco é ganhar na Madeira e acreditamos que é possível. Sabemos da dificuldade que vamos encontrar, mas acreditamos a 100% que é possível trazer os três pontos da Madeira [frente ao Marítimo]", rematou. 

Sê o primeiro a comentar: