Portugal
“É preciso dar o nosso melhor, dentro dos 95 ou 100 minutos”, diz Conceição
2020-03-06 12:50:00
Técnico do FC Porto faz projeção do jogo com o Rio Ave com ‘bicada’ à arbitragem no jogo do Benfica

Sérgio Conceição fez nesta sexta-feira a antevisão do embate entre FC Porto e Rio Ave, da 24.ª jornada da I Liga, partida que se disputa no Estádio do Dragão, neste sábado.

“Vamos ter um Rio Ave que tem feito um trajeto acima da média, de acordo com o que têm sido os últimos anos e com um treinador [Carlos Carvalhal] dos mais experientes dos últimos anos. É um dos bons treinadores da nossa praça. Vai ser um jogo difícil como todos os que temos tido para o campeonato”, realçou, em conferência de imprensa que decorreu no Olival.

O FC Porto defende a liderança, numa altura em que o campeonato entra na fase decisiva. E Sérgio Conceição não esqueceu a arbitragem do jogo do Benfica, na última jornada.

“Há um longo caminho. Espero que os adeptos nos apoiem. Faço um apelo à união. É preciso estar atento a este final de campeonato… É preciso dar o nosso melhor, dentro dos 95 ou 100 minutos”, afirmou, numa alusão ao tempo de desconto do encontro Benfica-Moreirense.

Após esta frase, e instado a revelar se tem receio de que fatores externos possam condicionar esta ponta final de campeonato, o técnico faz uma viagem pelas últimas 10 rondas da época passada.

“Não é uma questão de ter receio que fatores externos possam interferir. Aproveito para desejar uma sorte diferente aos árbitros e aos intervenientes diretos no jogo de futebol, que não tiveram no final do último campeonato. Não estou a dizer uma coisa nova e não estou aqui a tentar vender a banha da cobra. Estou a falar de factos. Conhecemos aquilo que foram as 10 jornadas do ano passado e realmente em termos daquilo que foi a prestação dos árbitros... Não foi a melhor. Não estiveram tão bem. Tivemos nove vitórias e um empate e não ganhámos o campeonato. Só desejo todas as felicidades aos intervenientes”, afirmou.

Sérgio Conceição lembra que nada está ganho, apesar de sete pontos de desvantagem terem sido transformados num de vantagem, relativamente ao campeão nacional.

“Não estava tudo perdido quando estávamos a alguns pontos do rival, agora não está nada ganho por estarmos um ponto à frente", assinalou.

O FC Porto, líder isolado do campeonato, com 59 pontos, recebe este sábado, às 20h30, o Rio Ave, que ocupa o quinto lugar, com 37 pontos, numa partida relativa à 24.ª jornada da I Liga.