Portugal
Diferendo entre Braga e Leixões conhece um novo episódio... curioso
2019-02-01 09:35:00
Jogador deixa matosinhenses e fica com cláusula anti-Braga

Lawrence Ofori deixou o Leixões e foi cedido ao Feirense, mas a sua transferência dos leixonenses para os fogaceiros assume contornos curiosos, uma vez que o jogador tem uma cláusula exclusiva de proteção contra o SC Braga. Isto acontece depois de, nas últimas semanas, os presidentes de matosinhenses e bracarenses terem trocado acusações devido ao negócio de jogadores do Leixões que os minhotos pretendiam mas acabaram por rumar ao Benfica. A tensão entre Braga e Matosinhos subiu e conheceu agora um novo capítulo.

Se é normal assistir-se a cláusulas de proteção de jogadores entre rivais (um jogador deixar o Braga e ter cláusula anti-Vitória de Guimarães, ou deixar o FC Porto e ter uma cláusula anti-Benfica e/ou Sporting), a verdade é que não é comum tal acontecer entre dois emblemas que historicamente não são rivais, nem competem sequer na mesma competição, como são os casos de Braga e Leixões.

Por isso, a cláusula fixada em Ofori surpreendeu, ainda que tal tenha uma explicação com base nos acontecimentos recentes que envolveram os presidentes dos dois clubes.

Nas últimas semanas, recorde-se, Paulo Lopo e António Salvador trocaram 'galhardetes' publicamente com muitas críticas à mistura de um para outro.

Agora, Lawrence Ofori saiu do Leixões que lhe colocou uma cláusula especial anti-Braga fixada nos três milhões de euros. 

O médio, que chegou a Matosinhos na época 2016/17 e, esta temporada, foi a jogo em 23 ocasiões pelo Leixões poderá permanecer para lá do empréstimo no Marcolino de Castro, sendo que o Leixões receberá uma compensação financeira que não foi revelada e a ficar com 30 por cento do passe numa venda futura.

O que acabou por ser tornado público é que caso o médio ganês rume ao SC Braga durante o período de empréstimo ao Feirense, o Leixões tem direito a receber três milhões de euros.

Ofori tem contrato com o emblema matosinhense até 2020.

Sê o primeiro a comentar:
Tags: