Portugal
Daniel Ramos: "O Marítimo tem plantel para lutar pela manutenção"
Redação Bancada
2018-01-12 14:55:00
O treinador dos insulares rejeita estar a atravessar uma fase menos positiva

Daniel Ramos analisou a saída de Petit do FC Paços de Ferreira, próximo adversário do Marítimo, afirmando que a mudança de treinadores pode causar algumas dúvidas às equipas adversárias pois não sabem com o que podem contar.

"Nas mudanças há sempre dúvidas e para os dois lados. Neste momento, não sei qual é a equipa do Paços que vai jogar, de que forma o Paços vai abordar o jogo. O que eu disse à equipa foi para nos prepararmo-nos para qualquer cenário, independentemente do onze do Paços", disse em conferência de imprensa.

A partida está agendada para sábado, às 18h15, no Estádio da Mata Real, local onde os insulares não vencem desde 2005706, algo que Daniel Ramos espera inverter impondo um estilo de jogo próprio: “Nós vamos defender uma forma de jogar e temos também de ter comportamentos do ponto de vista defensivos que controlem o Paços de Ferreira e que consigamos, dessa forma, ser competitivos e competentes no jogo", referiu.

O Marítimo vem de alguns resultados menos positivos, mas para Daniel Ramos a situação não é tão linear como aparenta: “Se analisarmos, perdemos contra o primeiro [FC Porto] e o segundo classificado [Sporting] fora de casa. Quem roubou pontos no campo do Benfica, do FC Porto e do Sporting? Apenas e só os ditos grandes, que empataram entre eles", analisou.

Sobre os objetivos maritimistas para o que falta da temporada, Daniel Ramos colocou a fasquia muito baixa, numa altura em que o Marítimo ocupa a quinta posição: “O Marítimo tem um plantel para atingir a manutenção. Ponto final. Neste momento, não tem plantel para atingir as competições europeias. Ponto final. O Marítimo vai lutar pelo melhor, que é conseguir a manutenção o mais rápido possível e a melhor classificação possível", sublinhou.

Sê o primeiro a comentar: