Portugal
"Como é que tu vieste para o Benfica? Não sei, ligaram-me e eu vim"
2020-03-01 12:10:00
José Gomes recorda conversa com Toni e Jesualdo Ferreira

José Gomes, atual treinador do Marítimo, recordou a passagem pelo Benfica, onde entrou como preparador físico na equipa técnica de Toni e Jesualdo Ferreira e saiu após ser "testado" por Camacho.

Em entrevista ao jornal Expresso, o técnico salientou que não conhecia Toni, então o treinador do Benfica, nem Jesualdo, o adjunto.

"Quando vou de viagem, estavam a anunciar o professor Carlos Azenha como elemento da equipa técnica", revelou.

Intrigado pelo anúncio de outra pessoa para o mesmo cargo, José Gomes foi falar com o diretor desportivo, António Simões.

"Não, não, isso foi uma coisa mal tratada", respondeu-lhe Simões: "Duas pessoas a tratarem do mesmo assunto deu esta confusão, mas já está resolvido".

Houve depois uma reunião com Toni e Jesualdo Ferreira, na qual surgiu um diálogo curioso.

"Eh, pá, mas como é que tu vieste para o Benfica? Não sei, ligaram-me e eu vim", citou José Gomes, a rir-se.

"Eram os dados que eu tinha, só mais tarde quando conheci o Jorge Vacas e falei com o Carlitos é que percebi como é que as coisas se tinham processado", explicou.

José Gomes ficou duas épocas no Benfica, saindo pouco depois da chegada de Camacho, que lhe pediu "um treino assim, assim e assim".

O preparador físico estranhou o pedido e comentou com Chalana: "Eu acho que ele me está a testar. Acho que vai chegar à hora de fazer isto e vai dizer que pensou melhor e que é melhor fazer outra coisa".

E foi o que aconteceu, continuou.

"Naquelas transparências onde eu imprimia as fichas de treino, tinha a ficha de treino tal e qual ele me pediu e por trás, sem se ver, tinha o treino que eu achava que devia ser feito naquele dia. Vamos para a reunião de preparação para o treino e ele: 'Ó José, eu estive a pensar melhor e é melhor fazer outra coisa, vê lá, desenrasca-te'. Fui à transparência e troquei a folha, pus a outra por cima: 'É uma coisa assim?' E ele: 'É isso'".

"Pensei, vinhas tu de Espanha enganar um gajo de Matosinhos...", comentou José Gomes, garantindo ter ainda hoje "uma relação excelente" com Camacho.

"Ele não me conhecia e o normal é as pessoas quererem levar a equipa deles. Ele tinha a equipa dele, mas não pôde levá-la na totalidade. Levou o Pepe, mas ele também tinha um treinador de guarda-redes, só que o Benfica já lá tinha um. Ele também tinha o seu preparador físico. Aliás depois há um movimento de alguns jogadores para não me deixarem sair, mesmo que ele quisesse trazer outra pessoa", concluiu.