Portugal
Clube Os Belenenses vai vender ações da Belenenses SAD
2019-09-27 16:05:00
Títulos são o único vínculo entre as duas entidades

O Belenenses vai alienar as 101.324 ações de que é titular na Belenenses SAD, com o valor nominal de 4,99 euros, através de um processo organizado de recolha de propostas de aquisição, anunciado hoje pelo clube lisboeta.

“O Clube de Futebol ‘Os Belenenses’ decidiu desfazer-se das ações, ou seja, da participação social que detém na Belenenses SAD, cortando o único vínculo legítimo que ainda o liga à Belenenses SAD”, refere em comunicado, acrescentando que está aberto a propostas de aquisição.

O Belenenses justifica esta decisão com o facto de a Belenenses SAD, detida maioritariamente pela Codecity, desrespeitar o clube e desenvolver “uma prática institucional, desportiva e empresarial incompatível com a história, o património material e imaterial, os símbolos, os valores, os sócios, os adeptos, os atletas e os membros dos órgãos sociais”.

O clube alega ainda, entre as várias razões que aponta para a venda das ações, que com o fim do protocolo que o ligava à SAD (em 30 de junho de 2018, por recusa em renegociar os seus termos) “a Belenenses SAD deixou de ter qualquer título legítimo para ter a sua atividade ‘associada’ à atividade do Belenenses”.

O que inclui “poder utilizar diversos elementos patrimoniais do Belenenses, nomeadamente, a história, as instalações desportivas (incluindo o Estádio do Restelo), os símbolos, os sinais distintivos e a marca Belenenses”.

Não obstante, refere o comunicado, “e de decisões judiciais eficazes proibindo esse comportamento”, a Belenenses SAD “vem usando e usurpando os símbolos e as marcas” do Belenenses.

“O comportamento da Belenenses SAD não é objetivamente indiferente e as práticas da Belenenses SAD estão especialmente focadas em atingir negativamente os valores e os princípios de Os Belenenses e em depreciar o seu património”, denuncia.

Daí que, “a participação que o Belenenses detém na Belenenses SAD (de cerca de 10,1%, dado que possui 101.324 das 999.594 ações) comporta, hoje, um penoso encargo reputacional, materialmente relevante e insustentável” e o clube não quer “ser detentor de uma quota parte do capital da Belenenses SAD, que já em nada representa o clube”.

Na assembleia geral de 03 de fevereiro de 2018, o clube aprovou, por uma maioria de 98%, promover a cessação das relações jurídicas ainda eventualmente existentes com a Belenenses SAD e/ou a Codecity, e na de 29 de julho de 2018 aprovou, por maioria de 94%, legitimar a direção para vender as ações.

Ainda de acordo com o comunicado do Belenenses, “este anúncio não constitui uma oferta, convite, proposta ou recomendação para a compra das ações ou para a realização de um investimento na Belenenses SAD” e tão pouco pode ser interpretado como uma análise à qualidade das suas ações ou atividade.

O ‘divórcio’ entre o clube e a SAD levou a que uma nova equipa de futebol fosse criada pelo Belenenses no final da época 2017/18, desde o escalão mais baixo dos Distritais, e a adoção do Estádio Nacional como nova casa da Belenenses SAD, que disputa a I Liga.

Tags: