Portugal
"César Boaventura tentou comprar-me antes do jogo contra o Benfica", acusa Lionn
2019-03-14 17:50:00
Empresário nega acusação e revela que vai avançar com um processo contra o jogador

Lionn, antigo jogador do Rio Ave, acusou o empresário César Boaventura de ter "tentado comprar" três jogadores "antes do jogo contra o Benfica", durante um testemunho prestado em tribunal, citado pelo Expresso.

De acordo com o semanário, o defesa brasileiro, agora no Desportivo de Chaves, declarou no Tribunal de Esposende que César Boaventura tentou aliciá-lo a ele (Lionn) e a mais dois jogadores que, à data, eram peças fulcrais no Rio Ave.

"César Boaventura tentou comprar-me antes do jogo contra o Benfica. A mim, ao Cássio e ao Marcelo", acusou.

Lionn ficou de fora desse jogo (vitória dos encarnados por 1-0) porque se encontrava lesionado.

O defesa foi ouvido, no Tribunal de Esposende, como testemunha de Cássio, que interpôs um processo contra César Boaventura depois deste ter insinuado que o então guarda-redes do Rio Ave tinha 'facilitado' num jogo contra o FC Porto, uma goleada de 5-0 para os dragões.

O Expresso cita também César Boaventura, contactado a propósito das declarações de Lionn.

"Vou mover um processo contra esse jogador, porque isto é totalmente falso", garantiu o empresário.

"Ele vai ter de provar em tribunal o que disse”, acrescentou.

Segundo César Boaventura, tais declarações surgem no contexto de um esquema "montado por alguns jogadores com algumas pessoas do FC Porto e com o Bruno Carvalho".

"Esses jogadores acabaram por ser contratados por clubes com ligações a FC Porto e Sporting", insistiu, nas declarações ao Expresso, embora sem revelar nomes.

No dia 12, através do Facebook, o empresário tinha descrito pormenores dessa alegada rede.

"Fiquei a pensar no seguinte: Cássio - Joga na Arábia Saudita onde o treinador é o Pedro Emanuel ex jogador do FCP; Leon - Joga no Chaves onde estava o genro do PC; Marcelo - Foi para o Sporting pela mão de BDC mas acabou por ir para os USA pq a qualidade futebolista era demasiadamente boa para estar no Sporting", escreveu.

Nesse post, o empresário acusou Lionn e Marco Carvalho (diretor de comunicação do Rio Ave) de "fazerem depoimentos a dizer que eu alegadamente os tinha aliciado para um jogo entre Rio Ave vs Benfica" com o intuito de o "descredibilizar perante o juiz".

"Pois bem, o futebol está podre e o meu advogado já pediu cópia da gravação dos depoimentos para processar quem de direito, por crime de difamação", frisou o empresário.

"Garanto que vou até às últimas sem dó nem piedade", concluiu César Boaventura.

Sê o primeiro a comentar: