Portugal
Carlos Pinto carimba segunda subida consecutiva ao levar Famalicão à I Liga
2019-04-28 18:00:00
Técnico de 46 anos é um dos 'obreiros' da subida

O treinador Carlos Pinto festejou hoje a segunda subida consecutiva ao principal escalão do futebol português ao conseguir a promoção do Famalicão, clube que orienta desde há cinco jornadas com registo totalmente vitorioso.

A promoção do Famalicão foi confirmada quando faltam três jornadas para o fim do campeonato, com a vitória caseira frente ao Vitória de Guimarães B por 4-1 de manhã, beneficiando da derrota do Estoril Praia por 3-1 em casa do Penafiel de tarde.

Aos 46 anos, Carlos Pinto, que como jogador se destacou como médio em clubes como Paços de Ferreira, terra natal, Paredes, onde jogou cinco épocas consecutivas, Desportivo de Chaves e Feirense, foi o obreiro da subida de divisão do Famalicão ao substituir Sérgio Vieira no comando técnico dos famalicenses após a 26.ª jornada.

Na época passada, Carlos Pinto tinha conseguido a subida à I Liga do Santa Clara, clube que orientava desde 2015/16 – com uma passagem pelo meio pelo Paços de Ferreira –, tendo iniciado a presente temporada na Académica, um dos perseguidores do Famalicão.

Antes, Carlos Pinto tinha no currículo outra promoção, a subida de divisão do Freamunde do Campeonato Nacional de Seniores à II Liga em 2013/14.

Seguiu para o Tondela na II Liga, mas não resistiu a uma goleada (4-0) no terreno do Sporting da Covilhã à 10.ª jornada e a uma eliminação prematura da Taça de Portugal (perdeu por 1-0 frente ao Vilafranquense).

Antes das duas subidas, o técnico cumpriu a sua estreia no principal escalão, no Paços de Ferreira, em 2016/17 – pelo meio da experiência açoriana –, mas saiu com 14 jogos realizados e apenas quatro vitórias.

Há três anos, na temporada 2014/2015, Carlos Pinto deixou o Desportivo de Chaves no terceiro lugar da II Liga com os mesmos 80 pontos do União da Madeira e a um do Tondela, primeiro e segundo classificados e promovidos de divisão nessa época.

No clube de Vila Nova de Famalicão, após orientar o seu primeiro treino em 19 de março, assumiu ao que ia: “Estou muito feliz por orientar o Famalicão com o objetivo claro de subir de divisão. O grau de dificuldade é elevado. Conheço a II Liga, vai ser uma luta até à última jornada”.

Afinal, foram apenas precisas cinco vitórias em cinco jornadas, duas delas fora (3-2 sobre o Leixões e 3-1 na casa do Benfica B) e uma delas contra o anterior clube e adversário direto, 2-0 na receção à Académica na jornada 29.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa