Portugal
"Cansa tanta guerra, tanta confusão" que "incendeia os adeptos", critica Pepa
2020-05-11 16:30:00
Confinamento poderá alterar a forma como se vive e sente o futebol português?

O tempo de confinamento tem levado a que as pessoas possa refletir e pensar nas prioridades, nos prazes e sabores da vida, daquilo que têm, do que não têm, do que já tiveram e podem ter. O tempo, esse grande mestre, tem servido de reflexão e é uma reflexão que Pepa espera que tudo e todos façam no futebol português.

O regresso da competição está previsto para final do mês e já é certo que, se voltar, será sempre um futebol diferente daquele que estamos habituados, sobretudo pelas excecionais medidas de controlo de jogadores e staff e com estádios sem público.

Mas é também o clima que paira no futebol nacional que preocupa o técnico do Paços de Ferreira, até porque restam 10 jornadas e ainda há muita coisa para se disputar na Liga portuguesa.

Será, portanto, possível que o futebol português possa surgir diferente no que respeita ao clima que o tem rodeado? Pepa tem dúvidas mas gostava que as coisas fossem diferentes. 

"Temos que mudar esta cultura desportiva", apela o treinador que, em entrevista à A Bola TV, realça que "cansa tanta guerra, tanta confusão".

"Ou são os árbitros ou é dos adeptos e isso incendeia os adeptos para reagirem", critica Pepa, deixando claro que os agentes desportivos não se podem ficar apenas pelas promessas.

"Agora toda a gente diz que deve mudar e tal mas depois passa e fica tudo na mesma", prevê o treinador, que deixa um aviso ao desporto português e a forma como é vivido: "Tem de mudar".