Portugal
Candidato derrotado em 2018 fica de fora das próximas eleições do Guimarães 
2019-06-12 20:55:00
Júlio Vieira de Castro abdica de concorrer no sufrágio de 20 de julho

Júlio Vieira de Castro, candidato derrotado nas últimas eleições para os órgãos sociais do Vitória de Guimarães, da I Liga portuguesa de futebol, anunciou hoje que está fora do próximo ato eleitoral, agendado para 20 de julho.

O engenheiro mecânico obteve 47,6% dos votos totais (3.390) em 24 de março de 2018, tendo perdido as eleições mais equilibradas e concorridas da história vitoriana (7.274 sócios votantes) para a lista encabeçada por Júlio Mendes (52,4%), mas decidiu ausentar-se da próxima 'corrida' à presidência do clube.

"O cenário atual aconselha moderação, ponderação e serenidade. Entendemos, depois de aturada reflexão, que não estão reunidas as condições necessárias para implementar o plano de engrandecimento que sempre idealizámos para o Vitória. Anunciamos, por isso, que não seremos candidatos ao ato eleitoral de 20 de Julho de 2019", reiterou, em comunicado.

Sócio número 2.035 do Vitória, Júlio Vieira de Castro realçou ainda que vai manter uma postura de "atenção e vigília" ao quotidiano do clube vimaranense e pediu um "clima sereno e unificador" no debate entre os candidatos às próximas eleições.

O Vitória de Guimarães vai estar novamente sujeito a eleições para os órgãos sociais, depois de Júlio Mendes, presidente do clube desde 2012, ter anunciado a demissão da direção que lidera, ainda em funções, no passado dia 27 de maio.

A candidatura encabeçada por Daniel Rodrigues, atual presidente da Mesa da Assembleia-Geral da SAD do Vitória, é a única até agora oficializada, num processo em que as listas concorrentes têm de ser formalizadas até às 18:00 do dia 19 de junho, com um mínimo de 300 assinaturas de sócios efetivos.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa