Portugal
Canceladas as eleições no Gil Vicente
2020-03-14 18:55:00
Clube de Barcelos segue as recomendações das autoridades de saúde

O Gil Vicente cancelou as eleições dos órgãos sociais agendadas para 30 de março no Estádio Cidade de Barcelos, em resposta à pandemia de Covid-19, anunciou hoje o nono classificado da I Liga.

“O presidente da Mesa da Assembleia-Geral informa que, face às recomendações da Direção-Geral da Saúde, as eleições foram canceladas e uma nova convocatória será emitida em tempo oportuno”, indica uma nota publicada pelos minhotos nas redes sociais.

Natural da freguesia barcelense de Abade de Neiva, Francisco Dias da Silva reassumiu as rédeas do Gil Vicente em maio de 2017, após uma passagem inicial na temporada 1989/90, que consagrou uma subida inédita dos minhotos ao escalão principal.

Enquanto impulsionava a recuperação do Óquei de Barcelos entre 2012 e 2019, traduzida nas duas conquistas consecutivas da Taça CERS em 2016 e 2017, o empresário foi eleito com 1.831 votos na lista única que liderou ao sufrágio gilista.

Francisco Dias da Silva sucedeu ao atual presidente honorário António Fiúsa, que decidiu encerrar um ciclo de 13 anos à frente dos ‘galos’, marcados pela reintegração administrativa do Gil Vicente na I Liga, na sequência do ‘caso Mateus’.

Após uma temporada sem competir no Campeonato de Portugal, os minhotos subiram duas divisões de uma assentada e têm superado as expectativas na I Liga, ocupando a nona posição ao fim de 24 jornadas, com 30 pontos, 14 acima da ‘linha de água’.

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional suspendeu os dois principais escalões por tempo indeterminado na quinta-feira, um dia após a doença detetada na cidade chinesa de Wuhan ter sido declarada como pandemia pela Organização Mundial de Saúde.

Entre as mais de 5.500 mortes e 143 mil infeções espalhadas pelo mundo, um novo balanço da Direção-Geral da Saúde divulgado hoje assinala 169 casos em Portugal.