Portugal
Bruno de Carvalho: "Não vi nada de transcendente naquelas imagens do ataque"
2018-08-02 07:55:00
O ex-presidente deixou ainda uma forte acusação a Varandas, Sobrinho e Ricciardi.

Bruno de Carvalho, ex-presidente do Sporting, garante que as imagens divulgadas do ataque à Academia de Alcochete não o impressionaram. "Não vi nada de transcendente nas imagens do ataque, a não ser [Frederico] Varandas a rir-se e a dizer para filmarem a fivela", disse, ao "Record", acrescentando que considera que a divulgação da imagem da cabeça de Bas Dost foi premeditada" e que, se estivesse na Academia, ninguém passaria por si, "nem que tivessem dois ou cinco metros de largura".

Ainda sobre Frederico Varandas, candidato à presidência do Sporting, Bruno de Carvalho lançou uma acusação: "O que eu ouvi da parte de Varandas sobre Jorge Jesus... uma pessoa que me andava há dois anos a dizer cobras e lagartos do Jorge, agora tem-no na comissão de honra. Vale a pena ser hipócrita".

"Álvaro Sobrinho e Ricciardi estão por detrás de todas as candidaturas"

Sobre o ato eleitoral marcado para 8 de setembro, Bruno lança uma forte acusação às restantes listas, dizendo que é tudo orquestrado para ganhar a mesma pessoa. "Álvaro Sobrinho e Ricciardi estão por detrás de todas as candidaturas, menos da minha", começou por acusar. "Tem tudo uma lógica: o Ricciardié candidato contra o seu advogado que, por sua vez, é advogado do Sobrinho que, por sua vez, é aliado do Ricciardi no caso BES. O braço direito do Rogério Alves é o irmão do Varandas. Se não amasse tanto o Sporting, até me daria vontade de rir".

"Acho amoroso as candidaturas andarem a pôr "likes" umas nas outras no Instagram e no Twitter", disparou.