Portugal
Bruno de Carvalho: "Estão quase a matar-me e a culpa é dos sportinguistas"
Redação Bancada
2018-02-12 18:15:00
O presidente do Sporting deu conta de que não volta a candidatar-se caso saia após a AG do próximo sábado.

Bruno de Carvalho salientou que, caso venha a sair do Sporting após a Assembleia Geral de sábado, não irá voltar a candidatar-se à presidência do clube. O líder do conjunto leonino referiu-o esta segunda-feira, em sessão de esclarecimentos com a comunicação social.

"No dia em que sair do Sporting, saio. Não sou politiqueiro, não preciso de aclamações. Sou muito altruísta, mas no mínimo tenho de sentir a gratidão. A partir do momento em que não sentir, não venho outra vez, porque afinal significa que não tenho a mais-valia para o Sporting que pensava que tinha", referiu Bruno de Carvalho.

O presidente do Sporting voltou a aclamar mais militância da parte dos associados. "Vou dizer uma frase que disse numa Assembleia Geral. Com os sportinguistas atrás, farei tudo, levarei o Sporting ao céu. Não tenho dúvidas. Sem os sportinguistas atrás, matam-me. Neste momento estão quase a matar-me e a culpa sinceramente está a ser dos sportinguistas, porque eu preciso de militância e disse que não ia passar um segundo mandato igual ao primeiro. Efetivamente militância continua a ser pouca".

Sê o primeiro a comentar: