Portugal
Boavista vence Desportivo das Aves na estreia da I Liga
2019-08-11 18:00:00
Axadrezados venceram por 2-1

O Boavista estreou-se hoje na I Liga portuguesa de futebol 2019/20 com um difícil triunfo caseiro ante o Desportivo das Aves, com o golo decisivo a resultar de um penalti conquistado por Heriberto e convertido por Rafael Costa.

O Boavista entrou melhor, procurou e por vezes conseguiu impor um futebol direto Boavista e adiantou-se rapidamente no marcador através de um grande golo de Yusupha, aos 06 minutos.

O lance que deu origem ao golo nasceu de uma parceria entre Mateus e Yusupha, no lado esquerdo, com o internacional da Gâmbia a desferir um remate forte, muito colocado e sem hipótese para o guarda-redes Beunardeau.

O Aves reagiu gradualmente, acabou mesmo por tomar conta do jogo e começou então a aproximar-se com frequência da área axadrezada, forçando a equipa de Lito Vidigal a recuar e dar muito mais atenção às tarefas defensivas.

Lito Vidigal apostou no recém-contratado brasileiro Marlon para o lugar do lateral esquerdo Talocha, que rescindiu recentemente com o Boavista e foi para o futebol grego, e os resultados não foram grande coisa, uma vez que o reforço sentiu algumas dificuldades e ficou ligado ao golo avense.

Marlon perdeu a bola no seu meio-campo e daí surgiram um contra-ataque e um livre lateral perigoso que Welinton transformou numa assistência para o iraniano Mohammadi, o rematou de primeira, bateu Bracali e assim fez o 1-1.

Mohammadi tinha estado apagado até aí, mas depois como que acordou para o jogo e ainda antes do intervalo desembaraçou-se de Neris, cruzou atrasado para Rúben Oliveira, o qual atirou cm perigo à baliza do Bracali.

O Aves continuou mandão na segunda parte, controlando o meio-campo graças ao labor desenvolvido por Welinton e, com menos brilho, por Ruben Oliveira, e o Boavista revelou grandes dificuldades para ligar o seu jogo e ter bola e demonstrou também alguma ansiedade.

O encontro resumiu-se então a um Aves ofensivo e a um Boavista encolhido e a sensação com que se ficou durante boa parte da segunda parte foi que os forasteiros estiveram sempre muito mais perto do segundo golo do que os anfitriões.

Bueno e Gustavo Sauer deram muito pouco à equipa axadrezada, o que condicionou fortemente o seu processo ofensivo e por isso foi sem surpresa que Lito Vidigal os substituiu por Heriberto e Cassiano, respetivamente.

Apesar disso, o Aves permaneceu dominador e senhor do jogo e o Boavista ganhou pouco com as alterações no imediato, mas mais tarde registaram-se realmente melhorias e o Boavista sacudiu um pouco a pressão a que esteve sujeito e equilibrou as coisas.

A velocidade de Heriberto acabou por fazer estragos na defesa do Aves e o jogador emprestado pelo Benfica ao Boavista arrancou uma grande penalidade ao central Mehremic que Rafael Costa transformou no 2-1.

O golo permitiu ao Boavista vencer um jogo que, em grande medida, esteve muito mais inclinado para o lado do Aves e conseguir o que o seu treinador havia pedido na véspera: o quinto triunfo consecutivo para o campeonato, depois dos quatro com que a equipa fechou a sua participação na edição anterior da prova.

Participa na Liga NOS Virtual
RealFevr
Liga Bancada

Criar equipa