Portugal
Boavista quer esclarecimentos do Conselho de Arbitragem sobre grande penalidade
2019-03-10 13:40:00
Presidente da SAD quer conhecer o diálogo entre árbitro e videoárbitro

O presidente da SAD do Boavista quer saber pelo Conselho de Arbitragem federativo "que diálogo terá havido, se houve, entre árbitro e videoárbitro" (VAR), no lance que ditou a derrota frente ao Sporting, na I Liga de futebol.

Álvaro Braga Júnior falava após o encontro de sábado, da 25.ª jornada do campeonato, que os leões ganharam por 2-1, graças a uma grande penalidade marcada por Bruno Fernandes aos 90+3 minutos, que foi muito contestada pelos responsáveis dos ‘axadrezados’.

O dirigente disse que o Boavista solicitará essa informação na segunda-feira junto do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), pretendendo desse modo saber se o árbitro do encontro, João Pinheiro, falou com o VAR, Rui Oliveira, acerca do lance da grande penalidade e, em caso afirmativo, o que falaram.

"Se viermos a verificar que o videoárbitro também foi de opinião que aquele lance surrealista também merecia a marcação de uma grande penalidade, entendemos que nem o árbitro deste jogo nem o senhor videoárbitro têm condições morais para poder sequer arbitrar próximos jogos do campeonato", afirmou Álvaro Braga Júnior.

O presidente do Boavista, Vítor Murta, também se pronunciou, dizendo que o clube exige respeito: "Não sabemos mais o que podemos fazer. Há novas tecnologias que só funcionam para alguns e para defender alguns", lamentou.

Sê o primeiro a comentar: